Para quem chega pela primeira vez ao estadio Bianor Nunes, as aparências enganam... 
FOTO: JOSÉ ADÃO


O Estádio Bianor Nunes que já teve suas arquibancadas lotadas em tempos passados, hoje sucumbe diante do descaso de uma administração que não se preocupa em preservar o pouco que o município tem. Foi assim com a estação ferroviária (Casa da Cultura) consumida pelo fogo, assim esta acontecendo com o Velho casarão que esta abandonado à espera de uma restauração que nunca chega, e no mesmo caminho vai o Estádio Bianor Nunes. 

A realidade é bem diferente.

O Estádio Bianor Nunes que viveu grandes momentos com finais de campeonatos eletrizantes como Guarani E. C. (Fabrica de Papel) X Associação Atlética Arapoti ou Guarani E. C. X ASFUCA (CAPAL), entre outras finais talvez ainda mais importantes que estas. A rivalidade entre os bairros atraía os torcedores. Hoje o estádio sucumbe diante das promessas de reformas que nunca acontecem, e de politicagens. 


No inicio de 2018 o Secretario de Esportes e Lazer, Carlos Euclides Mazetti, o professor “RIVA” que todos conhecem, deu uma entrevista ao VP NEWS onde parecia que o Bianor Nunes seria um modelo para toda região, maquinas nivelando o campo, a grama seria trocada e o crescimento acompanhado por um engenheiro agrônomo. Vestiários reformados, colocado novos chuveiros, vidros trocados e construída uma cobertura na arquibancada. O dinheiro para isto já estava separado e chegou a se sonhar com um estádio iluminado para jogos noturno. 

No meio do campo parece um terreirão e segundo alguns atletas tem pedra ferro solta no meio do campo.

Quase um ano e meio depois a realidade é outra, com o nivelamento segundo os atletas apareceram no meio do campo pedras e a grama plantada não vingou, então é como se estivesse jogando em campo de terra (um atleta que não quis se identificar disse ter tirado do meio do campo um pedaço de ferro de construção). Nos vestiários a situação não mudou em nada, quando tem água tem que dar graças a Deus, vidros quebrados, a quadra não tem traves e nem as tabelas de basquete, alambrados que mais parece uma colcha de retalhos com os remendos; e a cobertura da arquibancada não saiu das palavras jogadas ao vento pelo secretario. A situação só não esta pior pelo cuidado que o seu Sebastião tem com a limpeza e arrumação do local. 

Foto antiga do Estadio Bianor Nunes.

Foi jogada uma tinta nos muros e arquibancadas na parte interna e no lado de fora algumas escolas realizaram alguns trabalhos no muro. Pintaram e fizeram grafite oque deu uma maquiada e amenizou a situação. 

Esta é a realidade do ESTADIO BIANOR NUNES!

                                                   ======X======

Professor Riva falando no inicio das obras de recuperação do gramado do Estadio Bianor Nunes.



Reações:

Postar um comentário

" Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top