OUÇA A RÁDIO VOZ DO POVO










EM DUAS CATEGORIAS d Queijo do Paraná é escolhido o melhor do Brasil em concurso com produtos artesanais



Queijos do tipo gouda produzidos pela Queijaria Cornelia: Primeiro lugar em duas categorias. Foto: Divulgação/Queijaria Cornelia

Um paranaense e quatro mineiros na disputa final de melhor queijo artesanal do Brasil. E não é que o queijo do Paraná foi eleito campeão? A Queijos Cornelia, de Arapoti, cidade localizada nos Campos Gerais, ficou em primeiro lugar em duas das três categorias do concurso promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNB).


resultado foi divulgado no dia 13 de julho. Os queijos passaram por uma avaliação técnica e por júri popular. Além do sabor, a premiação levou em conta também a história e originalidade dos produtos enviados.

Desbancando quatro concorrentes mineiros, o quejo do Paraná ganhou a disputa nas categorias Queijos Maturados de 30 a 180 dias e Adição de Condimento. Considerando a tradição queijeira de Minas Gerais, a vitória tem um gostinho a mais.



Receita é tradição de família
Na categoria Maturados, a queijaria paranaense concorreu com o seu queijo do tipo gouda envelhecido por seis semanas. A receita é uma tradição familiar. Foi trazida para o Brasil pela matriarca Elizabeth Cornelia Verburg, que produzia queijos na Holanda antes de se instalar com a família inicialmente na região de Carambeí (Campos Gerais), na década de 1960.

A produção de queijos, que por anos foi apenas um hobby e atendia ao consumo de casa, virou um empreendimento em 2013. Nora de Elizabeth, Sineke Verburg aprendeu a receita com a sogra e criou a Queijos Cornelia. Desde 2020, a pequena empresa beneficia 10 mil litros de leite, transformando parte da produção do gado leiteiro da família em queijo do tipo gouda.



“Minha mãe sempre falou que se entrasse num concurso de queijos, o dela sairia campeão. Essa foi a primeira vez que participamos e saímos mesmo ganhando”, diz o engenheiro e queijeiro Sander Verburg, filho de Sineke.

Foi ele o responsável por inscrever os queijos da Cornelia no concurso promovido pela CNA. Foi também dele a escolha do queijo com sementes de feno grego para a disputa na categoria Adição de Condimentos.


“Eu sabia que ele tinha mais chances de agradar ao público. É um queijo que tem um sabor que lembra nozes e, depois que você prova, deixa um gosto surpreendente na boca”, explica Sander.

Especiarias Italianas, Cominho e Urtiga Holandesa são outros três sabores de queijos condimentados produzidos pela Cornelia. “Essas são combinações típicas holandesas. Por lá, é muito comum ter queijos com vários sabores”, diz o queijeiro.

Queijo com adição de sementes de feno grego: sabor de nozes. Foto: Divulgação/Queijaria Cornelia

Segundo Sander, o queijo de maior sucesso entre a clientela é o com cominho. “É um sabor de antigamente. Por ser um tempero tradicional e antigo, ele é muito apreciado. Já o com urtiga causa uma estranheza devido ao nome. Mas o sabor é de erva, quase um orégano fresco.”

TRIBUNA
Todos os queijos são vendidos a R$ 80 o quilo, independente do sabor escolhido, e estão disponíveis para compra na loja em Arapoti ou no site da queijaria. Em Curitiba, ainda não existem pontos de venda.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER