Click na imagem e conheça um pouco mais da Loja Patrícia





Implantação de terceiras faixas avança e traz mais agilidade e segurança para a PR-092


Os 130 quilômetros que separam Jaguariaíva, nos Campos Gerais, de Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro, são um desafio para quem faz o percurso pela Rodovia Governador Parigot de Souza, a PR-092. A maior parte do trecho é em pistas simples, e um acidente, mesmo que não seja grave, forma filas de quilômetros e paralisa o tráfego de caminhões e veículos leves.

Para mudar essa realidade e garantir mais agilidade e segurança a quem transita pela rodovia, que é uma das rotas que liga o Paraná a São Paulo, o Governo do Estado está investindo R$ 40,6 milhões na implantação de 15,44 quilômetros de terceiras faixas.


As obras para o aumento de capacidade da estrada iniciaram em setembro do ano passado e já ultrapassam 20% de execução. Quase cinco quilômetros foram concluídos até agora, com três dos 16 segmentos que terão a faixa complementar já prontos.

Os trechos que terão incremento na pista são locais com rampas acentuadas e redução de velocidade de operação, justamente onde a ultrapassagem é mais perigosa. A obra faz parte do programa Avança Paraná, da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística, com recursos viabilizados por um financiamento feito com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

“Logo que assumimos o governo, elaboramos um banco de projetos executivos para planejar as obras prioritárias e melhorar a infraestrutura do Paraná. Com esses projetos em mãos, fomos atrás de recursos para a execução”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Depois de anos aguardando pelas melhorias na PR-092, que é a principal artéria do Norte Pioneiro, a população finalmente vê ser concretizado um sonho antigo, de ter uma rodovia mais segura para trafegar”.




ESTRUTURAÇÃO – A melhoria na PR-092 se une a outras obras estruturantes que estão em andamento no Norte Pioneiro, como a construção do Contorno Sul de Wenceslau Braz e a duplicação da PR-092 no perímetro urbano de Siqueira Campos. O aumento de capacidade da rodovia beneficia diversas cidades, como Jaguariaíva, Arapoti, Siqueira Campos, Wenceslau Braz, Quatiguá, Joaquim Távora e Santo Antônio da Platina.

“Nossa região está sendo privilegiada com obras grandiosas, que representam um novo momento para a região”, afirma Ruan Queiroz, diretor Administrativo da Associação Comercial e Empresarial de Wenceslau Braz. “Ir até uma cidade próxima como Siqueira Campos é muito cansativo, a rodovia é muito movimentada. As terceiras faixas farão muita diferença nesses deslocamentos”.



O prefeito de Arapoti, Irani José Barros, explicou que há um fluxo muito grande na rodovia, principalmente de veículos pesados, sem que a via tenha capacidade para absorver. “Há uma demanda muito grande no escoamento da safra e também no transporte de madeira. Tudo isso acaba atrapalhando muito o trânsito no perímetro urbano de Arapoti”, explica.



“Uma obra que melhora a mobilidade é muito importante para a economia do município, principalmente para a atração de indústrias. Estamos planejando a implantação de um novo parque industrial e sabemos que qualquer empresa tem a logística como algo primordial em seus estudos de viabilidade. Uma rodovia melhor faz diferença na ponta”, ressalta Barros.


SEGMENTOS – Os trechos já finalizados estão localizados entre Jaguariaíva e Arapoti, nos Campos Gerais. Eles ficam entre os quilômetros 204,4 e 205,2; do 205,2 ao 206,7 (na pista contrária) e do 206,7 ao 208,7. As terceiras faixas terão entre 800 metros e dois quilômetros de extensão.

“Há uma circulação muito grande de pessoas que moram em Arapoti e trabalham em Jaguariaíva, e vice-versa. A implantação das terceiras faixas traz um conforto muito grande e mais segurança para quem circula diariamente pela rodovia”, destaca o prefeito. “Ela foi projetada nos anos 1970, em uma época em que circulavam caminhões menores. O pavimento não suporta eixos maiores como os que circulam agora. Os trechos de terceiras faixas são muito mais resistentes, um serviço muito bem-feito, que terá muito mais durabilidade”.


Na sequência, as obras avançam para os outros segmentos previstos: entre Arapoti e o distrito de Calógeras; de Calógeras à interseção com PR-958; da PR-958 à entrada de Wenceslau Braz; de Wenceslau Braz à entrada da PRC-272 (sentido Santana do Itararé); da PRC-272 (no acesso a Tomazina) até o entroncamento com a PRC-852 (acesso a Quatiguá); e outros três trechos entre a PR-218 (entrada para Guapirama) e até a entrada para a PR-153.

MELHORIAS – As melhorias envolvem a implantação de estrutura do pavimento com largura mínima de 3,25 metros; novas soluções de reciclagem e pavimentação asfáltica; e pavimentação asfáltica em segmentos com acostamento não pavimentado. Também haverá adequação da sinalização horizontal, novos dispositivos auxiliares de segurança (tachas, tachões e outros), pinturas de faixa em alto-relevo, defensas e atenuadores de impacto e remoção de objetos na rota de colisão dos veículos.

“Foram selecionados pontos espaçados ao longo da rodovia para serem implantadas as terceiras faixas, com a melhoria da sinalização e implementação de dispositivos de segurança ao longo desses segmentos”, explica o engenheiro Talisson Fernando Silva, da Malta Engenharia, consultoria do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) na região Norte.


“As melhorias atendem os pontos críticos da rodovia, onde há uma defasagem do tráfego e pontos de lentidão em função do tráfego pesado. A implantação das terceiras faixas melhora a trafegabilidade e traz mais segurança dos usuários, já que evita as ultrapassagens perigosas e melhora a fluidez”, ressalta Silva.










Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER