Click na imagem e conheça um pouco mais da Loja Patrícia





APÓS GOVERNO ESTADUAL LIBERAR A CIRCULAÇÃO DE PESSOAS SEM MASCARA EM ESPAÇOS INTERNO, PREFEITURA PUBLICA NOTA ORIENTATIVA.


Prefeitura Municipal de Arapoti por intermédio da Vigilância Sanitária, publicou uma "Nota Orientativa" sobre o uso de mascaras, depois que o Governo Estadual liberou a circulação de pessoas sem máscaras em locais internos. Leia a nota na integra abaixo:

NOTA ORIENTATIVA – SOBRE O USO DE MÁSCARA 

A Vigilância Sanitária vem por meio deste informar que o município de Arapoti, a partir da data de hoje, seguirá a Resolução n°243/2022-Decreto 10.596 publicado pela SESA e Governador Ratinho Junior, os quais flexibilizam o uso de máscaras em todo o Estado do Paraná. Constam nesta Resolução as seguintes diretrizes gerais: 


Fica dispensado o uso de máscaras de proteção facial em espaços (ou ambientes) públicos ou privados, abertos ou fechados localizados no território estadual; Os indivíduos, caso queiram, podem optar por usar máscaras em quaisquer ambientes. 

Os pais e/ou responsáveis que julgarem necessário que as crianças façam o uso da máscara de proteção facial podem orientá-los a fazê-lo; 

RECOMENDA SE O USO DE MÁSCARA PARA AS SEGUINTES ATIVIDADES: 
  •  Professores e demais funcionários de creches e pré-escolas de programas de educação infantil que atendem muitas crianças que ainda não são elegíveis para vacinação; 
  •  Acesso aos espaços públicos ou privados de prestação de serviços de saúde, como de atendimento nas instituições hospitalares e demais unidades de saúde por funcionários, pacientes e visitantes, com exceção para os que não atuam na assistência direta aos pacientes ou no atendimento ao público; 
  •  Não vacinados contra a COVID-19, ou com imunização incompleta (menos de três doses, quando indicada a dose de reforço). 
  •  Pessoas imunocomprometidas; 
  •  Para pessoas que frequentem instituições de longa permanência para idosos (ILPI) por funcionários e visitantes; 
  •  Em espaços (ou ambientes) abertos ou fechados que promovam aglomeração e onde o distanciamento físico não possa ser garantido, como eventos, shows, manifestações, comícios, eventos esportivos, estádios de futebol, entre outros; 


  •  Para vulneráveis à COVID-19 grave, bem como para idosos, gestantes com ou sem comorbidades, puérperas ou pessoas com condições médicas subjacentes; 
  •  No acesso ao transporte público coletivo como: pontos e terminais de embarque/desembarque de pessoas e durante o deslocamento; 
  •  Pelos agentes comunitários de saúde e de endemias nas visitas domiciliares. 
  •  Por indivíduos com sintomas de síndrome gripal, teste positivo, ou exposição a alguém com COVID-19 em ambientes abertos e fechados; 
  •  No controle de surtos; 
  •  Para acesso aos espaços públicos ou privados de prestação de serviços de saúde, que atendam pacientes com suspeita ou confirmação de casos de síndrome respiratória e COVID-19, por funcionários, pacientes e visitantes; 


NÃO É RECOMENDADO O USO DE MÁSCARAS PARA: 
  •  Crianças com menos de dois anos ante ao risco de sufocamento; 
  •  Pessoas com transtorno do espectro autista ou com quaisquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme orientação de profissional da saúde; 
  •  Intérpretes de libras, ou pessoas falando ou prestando assistência a alguém que depende de leitura labial, som claro ou expressões faciais para se comunicar desde que não pertença a grupo de risco, sendo recomendado manter o distanciamento mínimo dos demais ocupantes do espaço (ou ambiente) aberto ou fechado. 


DAS DEMAIS MEDIDAS DE PREVENÇÃO: 
  •  Devem ser empregados mecanismos para evitar a aglomeração de pessoas, como medida de enfrentamento à COVID-19 nos diversos espaços ou ambientes. 
  •  Os espaços ou ambientes devem ser mantidos arejados e ventilados preferencialmente de forma natural; 
  •  Quando utilizado sistema de ar-condicionado, este deve ser mantido com seus componentes internos limpos e com a manutenção preventiva atualizada, responsabilidade de profissional habilitado, adotando estratégias que garantam maior renovação do ar e maior frequência na limpeza destes componentes. 
  •  A higienização das mãos deve ser mantida e incentivada continuamente por toda a população como forma de prevenção da COVID-19 e de outras doenças. 
  •  A vacinação é a principal estratégia de prevenção de saúde pública para acabar com a pandemia da COVID-19. 

30 de Março de 2022

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER