AGRONEGÓCIO Projeto aplicado em Arapoti conquista prêmio internacional

WhatsA

A mestre em agronomia Jéssica Quirino Silva, pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), venceu o Planet of Plenty Awards, premiação global da empresa Alltech, que reconhece iniciativas que “promovem um planeta mais abundante”. O projeto premiado foi implantado em uma propriedade leiteira, no município de Arapoti, pertencente ao casal de bovinocultores de leite Nico e Ellens Biersteker, ambos formados no Programa Empreendedor Rural (PER), do Sistema FAEP/SENAR-PR.

A dissertação de mestrado da médica veterinária tratou sobre o diagnóstico precoce de mastite em bovinos. O estudo buscou detectar de maneira precoce a ocorrência da doença mastite em vacas leiteiras, com o objetivo de reduzir o uso de antibióticos e os possíveis impactos ambientais do descarte do leite com resíduos do medicamento. Com a pesquisa, o consumidor terá acesso a um produto de melhor qualidade e os produtores, acesso a uma forma mais sustentável de tratamento da mastite.

“A pesquisa contribui para várias fazendas com a redução do uso de antibióticos, por meio de uma produção mais sustentável. Pensar em sustentabilidade é pensar no macro, em fazer o bem, contribuir para o produtor e a sociedade”, comemorou Jéssica.

| CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE |


“Foi uma alegria muito grande. Parece que não caiu a ficha ainda. Quando a gente recebe um prêmio assim parece que todo o esforço e suor gastos são, de alguma forma, reconhecidos e recompensados”, comemorou Nico Biersteker, um dos proprietários da fazenda. “Não imaginávamos que iríamos ganhar, pois eram 140 países participando. Na nossa cabeça, isso tornava meio ‘impossível’ de vencer”, complementou.

A tecnologia alvo do projeto já é utilizada há algum tempo na propriedade (ver mais na página ao lado). O projeto pôde medir os resultados que proporciona.

Laboratório
A propriedade vencedora, com 200 hectares, aloja mais de 350 vacas Jersey em sistema de confinamento e ordenhadas automaticamente por robôs. O controle de mastite nos animais é feito por meio do chamado laboratório On Farm. Nesse local, as amostras das vacas doentes são colocadas em análise para identificar exatamente que tipo de mastite. Em 24 horas, o resultado sai e, com isso, é possível segregar e saber com exatidão o medicamento mais adequado para cada caso.

“Com isso, muitas vezes descobrimos que não precisa nem mesmo usar antibiótico. Acabamos optando por produtos mais amigáveis com o meio ambiente e que aumenta o bem-estar dos animais”, ressaltou Biersteker. “Não é tanto o fato de economizar, mas ser mais assertivo na cura. E, claro, isso também reflete numa redução nos nossos custos”, completou.

Prêmio
Tradicionalmente, a premiação é uma viagem para os Estados Unidos, para apresentar a iniciativa vencedora em uma grande conferência. A princípio, o encontro está marcado para 2022, com as datas ainda a depender da evolução do controle da pandemia de Covid-19.

Casal já foi tema de matéria

Nico e a esposa foram personagens da reportagem de capa da edição 1500 do Boletim Informativo, que circulou durante o Encontro de Empreendedores e Líderes Rurais, em novembro de 2019. Na matéria, o casal contou os desafios de começar um negócio e como viabilizar a empresa. Para ler o material, clique aqui.

FONTE: O COMBATENTE

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER