CAPAL tem o seu melhor primeiro semestre em faturamento da história

Apesar da pandemia de Covid-19, que exigiu mudanças profundas em cuidados com a saúde, o balanço do período mostrou força com aplicação efetiva do planejamento; preço das commodities influenciou nesse desempenho


A Capal Cooperativa Agroindustrial apresentou um desempenho financeiro acima do esperado, mesmo com a pandemia da Covid-19 e toda a mudança em relação ao distanciamento social e cuidados redobrados para preservação da saúde. No período, houve crescimento de 40% no faturamento em comparação ao primeiro semestre de 2019.

De acordo com o presidente-executivo da CAPAL, Adilson Fuga, o aumento está bem acima do que se tinha planejado. “Nós tivemos um desempenho fantástico. A cooperativa conseguiu ultrapassar todas as metas definidas para o primeiro semestre. Ultrapassamos a marca de 40% de crescimento em termos de faturamento, tendo o melhor primeiro semestre da história da cooperativa”, destacou.

Em cerca de quatro dos seis primeiros meses do ano, a pandemia da Covid-19 protagonizou as ações mundiais voltadas à saúde, emprego, renda e convívio das pessoas. A direção da CAPAL tomou uma série de medidas para evitar a propagação da doença nas unidades, propriedades dos associados e comunidades onde está inserida, que vão desde etiquetas de cuidados com a saúde, fornecimento de insumos hospitalares, ações contra aglomerações e até diversas doações a entidades públicas e privadas para combater a doença.

Esse período em que a pandemia assola o mundo fez com que alguns produtos do agronegócio tivessem uma valorização, o que favoreceu a comercialização em segmentos que os associados da CAPAL investem, como grãos. Essas commodities apresentaram alta nos preços, o que auxiliou a cooperativa a aumentar o seu faturamento. “Preços de soja e milho estão muito acima do que a gente esperava para esse período. Isso tudo tem contribuído para o desempenho da cooperativa”, completa Fuga.

Planejamento aplicado
“Nenhum projeto foi interrompido, mesmo com a pandemia. Tudo o que a gente vinha planejando está sendo cumprido, toda a estruturação da cooperativa está sendo feita”, reforçou Fuga.

Entre esses planejamentos está o investimento na Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS), em Wenceslau Braz (PR), adquirida ano passado pela cooperativa. O presidente-executivo conta que todo o trabalho idealizado está sendo desenvolvido, com o preparo de áreas para a produção de sementes para, inclusive, a operação total da capacidade da UBS, que pode chegar a 600 mil sacas (de 40 kg) por ano, nas safras de verão e inverno.

Outro segmento que a cooperativa investiu, também em 2019, foi a aquisição de uma indústria cafeeira com sede em Pinhalão, também no Paraná. “Na cafeeira foi um pouco diferente, pois estávamos planejando uma assembleia de incorporação do empreendimento, mas, com a Covid-19, não foi possível sua realização, e a incorporação não aconteceu. Isso será feito em um segundo momento. Mas os trabalhos estão acontecendo dentro da normalidade, com a comercialização do café sendo realizada pela cooperativa”.

Para o segundo semestre de 2020, o presidente-executivo está com uma expectativa positiva, com os preços das commodities continuando em bons patamares. 

Sobre a CAPAL Cooperativa Agroindustrial
Fundada em 1960, a CAPAL conta atualmente com mais de 3 mil associados, distribuídos em 20 unidades de negócios, nos estados do Paraná e São Paulo. A cadeia agrícola responde por cerca de 70% das operações da cooperativa, produzindo mais de 640 mil toneladas de grãos por ano, com destaque para soja, milho, café e trigo. A área agrícola assistida ultrapassa os 140 mil hectares. O volume de leite negociado mensalmente é de 9 milhões de litros, proveniente de 360 produtores com uma média de produção de 2,5 mil litros por dia. Além disso, a cooperativa comercializa mais de 27 mil toneladas de suínos vivos.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER