Concessão do Terminal de Celulose do Porto de Paranaguá é assinada

O investimento em um dos Portos mais importantes do País proporcionará a verticalização total da operação da Klabin, que arrematou a área em leilão realizado no ano passado

Crédito: Alberto Ruy

Paraná, 27 de fevereiro de 2020 – A concessão do Terminal de Celulose do Porto de Paranaguá para a Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, foi assinada hoje pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e o governador do Estado do Paraná, Ratinho Júnior. A companhia venceu a licitação do armazém do Porto em leilão realizado em agosto de 2019, na sede da B3, em São Paulo.

O Porto de Paranaguá é um dos mais importantes do Brasil e a principal rota de escoamento da produção da Klabin no Estado, que terá aumento nos volumes de exportação com o início da operação do Projeto Puma II, em construção. A área arrematada compreende 27.530 m², com prazo de concessão de 25 anos, podendo se prorrogar por mais 45. “O novo terminal logístico trará eficiência operacional de longo prazo para a Klabin, garantindo altos níveis de produtividade logística e adição de competitividade aos produtos da empresa. Nossa presença nos mercados globais será ainda mais robusta e ágil”, afirma Sandro Ávila, diretor de Planejamento Operacional, Logística e Suprimentos.

O Terminal possui conexões viárias e ferroviárias, e o projeto do armazém acomodará novos ramais ferroviários para descarga, que permitirão a transferência de fardos para caminhões que seguem para o carregamento dos navios. Ao todo, estão previstos investimentos de cerca de R$ 130 milhões, que serão realizados até 2022. Com os aportes, o novo Terminal poderá atingir a capacidade de movimentar 1,2 milhão de toneladas de produto por ano, e terá característica híbrida, operando celulose em fardos e bobinas de papel.

“Este empreendimento reforça ainda mais a importância da Klabin para o Paraná e é um investimento que também mostra o reconhecimento da empresa pelo potencial do nosso Estado. Certamente teremos aqui um terminal logístico modelo, com um nível de excelência que é característico em todas as unidades da Klabin”, disse Ratinho Júnior, Governador do Estado do Paraná.

Operação em Paranaguá
Desde 2016, a Klabin mantém uma Unidade de Logística de Papel e Celulose no Porto de Paranaguá, projetado para atender a produção da Unidade Puma, fábrica da companhia localizada em Ortigueira (PR), única do país a produzir celuloses branqueadas de fibra curta, fibra longa e fluff, na mesma planta. A Unidade de Logística possui capacidade de movimentar 1 milhão de toneladas de matéria-prima anualmente e somará sinergias com a nova área arrematada. 

Crédito: Alberto Ruy

Sobre a Klabin 
A Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais e única companhia do país a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff. Fundada em 1899, possui 18 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina. Somente no Paraná, gera mais de 10 mil empregos (diretos e indiretos), em mais de 25 municípios próximos das operações da companhia, principalmente, na região dos Campos Gerais.


A empresa é pioneira na adoção do manejo florestal em forma de mosaico, que consiste na formação de florestas plantadas entremeadas a matas nativas preservadas, formando corredores ecológicos que auxiliam na manutenção da biodiversidade. A área florestal da companhia no Paraná compreende o total de 342 mil hectares, sendo 142 mil de mata nativa. A Klabin também mantém um Parque Ecológico, na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba, para fins de pesquisa e conservação, atuando no acolhimento e reabilitação de animais silvestres vítimas de acidentes ou maus-tratos, auxiliando o trabalho de órgãos ambientais. Além de contribuir para a preservação da flora e fauna da região, inclusive de espécies ameaçadas de extinção.


Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável. Na região dos Campos Gerais a Klabin desenvolve boa parte dos seus programas socioambientais, com destaque para “Matas Sociais - Planejando Propriedades Sustentáveis”, Matas Legais, Projeto de Resíduos Sólidos, Crescer Lendo,Programa Caiubi, Força Verde Mirim e Protetores Ambientais.


A companhia também aderiu aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, é signatária do Pacto Global e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, e busca fornecedores e parceiros que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER