APÓS INTERVENÇÃO DO TCE, MUNICÍPIO DE ARAPOTI DEIXA DE GASTAR MAIS DE 3 MILHÕES DE REAIS.




 A atuação preventiva do tribunal de contas do estado possibilitou que o município de Arapoti reduzisse, em cerca de três milhões e duzentos mil reais, o valor máximo de uma licitação. O pregão presencial tem o objetivo de contratar empresa para a manutenção da frota municipal de veículos, o contrato inclui o fornecimento de peças e acessórios.



Os analistas de controle do TCE identificaram que o valor máximo fixado inicialmente, de cinco milhões e seiscentos mil reais, era muito superior ao gasto por Arapoti em sua última contratação com a mesma finalidade: um milhão e trezentos mil reais, a contratação foi realizada em 2013.

No período, não houve ampliação significativa da frota municipal, além disso, não ficou claro o cálculo para planejar o número de peças para manter a frota em funcionamento.

Em resposta ao apontamento preliminar de acompanhamento enviado pelo TCE, a administração municipal redefiniu os quantitativos do edital. Com isso, o valor máximo estabelecido para a contratação foi reduzido para, aproximadamente, dois milhões e quatrocentos mil reais.


A equipe do Voz do Povo tentou alertar alguns vereadores sobre esta situação, mas eles nada fizeram a respeito do valor de mais de 5 milhões e meio para fornecimento de peças e serviços para a frota municipal. Inclusive questionamos o fornecimento de peças genéricas (Ou paralelas) para os veículos da prefeitura. Mas precisou o TCE intervir para resolver a questão.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER