Projeto de Lei proíbe uso de cerol em pipas.

A imagem pode conter: 1 pessoa
A tradicional brincadeira de soltar pipa pode se tornar perigosa quando a competição é cortar a linha de outras pipas no ar. A linha encerada com uma mistura de cola e vidro, chamada de cerol, fica altamente cortante, e esticada no ar, quase invisível, pode ocasionar acidentes. Pensando na proteção à vida, o vereador Silvio Lopes (PP) é autor do projeto de Lei Municipal 2088/2019, aprovado em 2º turno nesta quarta-feira (21), que proíbe o uso de cerol nos fios de pipas, pandorgas, papagaios ou similares. Segundo o vereador, a proibição visa acabar com o uso do material cortante em linhas que oferecem risco à vida de pessoas, principalmente crianças e motociclistas.

O projeto prevê multa ao infrator que fizer uso do material ou ao responsável em caso de menor no valor de 10 UFMA, o equivalente a cerca de R$ 650. "A diversão inocente não pode virar fatalidade. Não podemos ignorar os riscos do uso de cerol", alertou o vereador. "O poder público tem o dever de atuar repressivamente nesta questão, a fim de manter a paz social e a segurança e todos".

A proposição também institui a semana de conscientização sobre os malefícios da utilização do cerol, ou outro elemento cortante, em pipas ou similares, com atividades a serem realizadas pela Prefeitura Municipal, anualmente na semana que compreende o dia 12 de outubro.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO












ARAPOTI WEATHER