Seminário debate tráfico de pessoas e trabalho escravo.

O principal evento da campanha Coração Azul no Paraná, em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Tráfico de Pessoas (30 de Julho), será o 3º Seminário de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e ao Trabalho Escravo, promovido pela Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho e pela Polícia Rodoviária Federal do Paraná. O evento acontece em 30 e 31 de Julho, no auditório da PRF em Curitiba. O evento é aberto ao público e a inscrição deve ser feita pela internet.

“A data é importante para alertar a população sobre este crime velado que coloca em risco a vida e a dignidade das pessoas. Temos que estar atentos para combater e denunciar situações possíveis de tráfico humano”, destaca o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

O superintendente Regional da PRF no Paraná, Ismael de Oliveira, disse que a PRF entende que através de ações integradas como esta o poder público encontra efetividade na preservação de vidas e da segurança. “Este evento reforça a importância da sensibilização das forças de segurança pública sobre o tráfico de pessoas e o trabalho escravo para que se possa buscar soluções eficazes no combate a esses crimes”.

Serão dois dias de palestras e debates. O primeiro terá foco no tráfico de pessoas para fins de exploração sexual. No segundo, a ênfase será o trabalho escravo. Dentre os palestrantes estarão Maurício Carlos Rebouças, pesquisador do Centro Internacional para o Desenvolvimento de Políticas Migratórias; Olympio Sotto Maior, procurador do Ministério Público do Paraná; Felipe Hayashi, chefe do Departamento de Justiça da secretaria estadual da Justiça; Luíze Surkamp, auditora fiscal do Trabalho e chefe da Seção de Inspeção do Trabalho no Paraná; e Leonardo Vieira Wandelli, juiz titular da 5ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais (Tribunal Regional do Trabalho do Paraná).

No evento haverá também depoimento de uma curitibana que foi vítima de tráfico internacional com fins de exploração sexual e cujo caso está sendo investigado pela Interpol. Mesmo anonimamente ela estará à disposição para responder perguntas do público presente. A programação inclui ainda mesas de debate com perguntas dos participantes.
Inscrições no site da Escola de Educação em Direitos Humanos.
Confira AQUI a programação.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO












ARAPOTI WEATHER