Palestras impulsionam público da 47ª Expoleite

José Luiz Tejon durante a palestra “Leite, cooperação e superação” na 47ª edição da Expoleite. Créditos: Bruno Henrique/CAPAL. 
Uma das principais atrações do evento, José Luiz Tejon motivou a plateia com uma apresentação que mesclou potencial do agronegócio, enfrentamento de desafios e experiências pessoais

Cerca de 500 pessoas acompanharam a palestra mais aguardada da 47ª Expoleite, no Parque de Exposições CAPAL, em Arapoti (PR). “Leite, cooperação e superação”, ministrada por José Luiz Tejon na manhã de hoje (26/7) tratou do cooperativismo, do grande mercado lácteo que o Brasil tem pela frente, mas, principalmente, da importância do “incômodo” e da “imperfeição” para alavancar o mundo.

Palestrante internacional, Top of Mind em Recursos Humanos e uma das mais relevantes autoridades em gestão de vendas, marketing e agronegócio do País, Tejon destacou que a incompetência emocional é um dos fatores que dificulta o processo de melhoria do ser humano. “Tudo que me incomoda me faz melhor. É o incômodo que gera a cooperativa, que gera os vencedores que estavam aqui”, citou o palestrante sobre a premiação “Qualidade do Leite”, entregue aos melhores produtores da CAPAL em diferentes categorias de produção diária.

Com uma mescla de conhecimento do mercado com sua trajetória de vida, Tejon apresentou os desafios da cadeia leiteira e do agronegócio, chamando de “ridícula” a exportação do leite brasileiro, já que o País tem potencial para alcançar números ainda mais expressivos. “Dica para os jovens: conversar com os pioneiros, para saber das dificuldades da época, saber como foi quando chegaram”.

Ele lembrou ainda que o cooperativismo tem como base a confiança. Durante a palestra, um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) estava presente.

Dia anterior
Na manhã da quinta-feira (24) foi a vez da palestra “Crescimento em produção de leite na região”, com o zootecnista e produtor de leite, Tobias Katsman. Ele traçou um panorama sobre o mercado agropecuário interno e externo, cenário de investimentos e deu dicas para o crescimento e aumento da produtividade.

Já Rodrigo Yoiti Tsukahara apresentou o sigmaABC, uma plataforma que reúne as informações geradas nas propriedades e cria um banco de dados da fazenda e que permite a integração com laboratórios, prestadores de serviços e sistemas. Tsukahara, da Fundação ABC, explica que, com a centralização das informações é possível fazer uso de técnicas estatísticas e linguagens matemática e computacional para geração de um conhecimento multidisciplinar que vai contribuir para que o produtor tome as decisões de forma mais assertiva e ágil. “Nosso objetivo é promover uma integração maior entre o produtor, o assistente, a cooperativa e o setor de pesquisa, a fim de difundir mais conhecimento, reduzindo a incerteza durante o processo decisivo e aumentando a resiliência dos produtores”, explica Tsukahara.

A plataforma, desenvolvida pela Fundação ABC em parceria com o Instituto de Pesquisas Eldorado e as cooperativas CAPAL, Frísia e Castrolanda, estará disponível a partir da próxima segunda-feira (29) para os cooperados.

Em “Mulheres cooperativistas”, palestra ministrada pelo professor da Fundação Getulio Vargas e CEO do Grupo Datacenso, Claudio Shimoyama, foi debatida a importância do posicionamento de imagem e marca para conquistar destaque no mercado. “Imagem é tudo: é aparência, comunicação e atitude. O marketing pessoal garante que as pessoas percebam as qualidades e os diferenciais do seu trabalho e o valorizem diante do mercado”, explicou Shimoyama.

Claudio Shimoyama durante palestra na Expoleite 2019. Créditos: Bruno Henrique/CAPAL. 

A programação da Expoleite 2019 continua neste sábado com mais palestras, julgamentos da Raça Holandesa e empresas expositoras.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO












ARAPOTI WEATHER