Uma comitiva com mais de dez autoridades, empresários e representantes da sociedade civil de Arapoti, nos Campos Gerais, esteve hoje na Capital Paranaense para apresentar demandas de segurança pública para o município. O grupo foi recebido pelo secretário de Segurança Pública, Coronel Rômulo Marinho Soares, no Centro Administrativo do Governo. 

No encontro, a prefeita de Arapoti, Nerilda Penna, destacou os esforços que o município e a comunidade têm empenhado para auxiliar o trabalho dos órgãos de segurança, principalmente da Policia Militar, com investimentos na manutenção das Viaturas e no destacamento e fornecendo servidores e estagiários para a Policia Civil. A chefa do Executivo municipal apresentou pedido de avaliação sobre possível reforço de pessoal da Polícia Civil e principalmente da Policia Militar que conta somente com dois policiais por turno. 

O Secretario apresentou dados referentes ao déficit de efetivo da Polícia Civil, que hoje conta com numero reduzido de agentes frente aos previstos como número ideal. Mas se comprometeu a encaminhar a solicitação para avaliação do comando das policias Militar e Civil, para que possa dar um retorno a respeito das questões abordadas. Aumento do contingente da Policia Militar, Realização de mais operações preventivas de combate ao crime, desmembramento da Delegacia do sistema carcerário, implementação tecnológica do sistema de segurança em alguns pontos da cidade entre outras reivindicações. 

VEJA OQUE DISSERAM OS VEREADORES

Além da prefeita, estiveram presentes na reunião, o promotor de Justiça Esdras Soares Vilas Boas Ribeiro, o Juiz da comarca de Arapoti Doutor Djalma Aparecido Gaspar Junior, os Vereadores Jean Carlos Klichowski e Nelson Marcolino Aguiar o “Pepe” e outras autoridades e representantes de entidades, representantes do comércio e da indústria local.



Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top