Por volta das 14 horas à equipe policial recebeu uma chamada para dar atendimento a uma situação de agressão à família. No local, a solicitante apresentava diversos hematomas pelo corpo e disse que tinha sido agredida por seu marido que chegou em casa agressivo. 

Segundo a vitima, o agressor não gostou de vê-la conversando com uma amiga no telefone e a agrediu. Foram socos, chutes e ainda tentou enforca-la com uma camiseta a todo momento falava “Vou te matar”. 

Não contente com as agressões já praticada, ele derrubou a esposa e com um bastão de madeira maciça aplicou vários golpes nos braços da mulher ainda caída. Na sequencia o agressor pegou um machado e pisando no peito da vitima, esfregava o fio do machado em seu pescoço e novamente  falou “Vou te matar”. Neste momento a filha do casal se agarrou com o pai na tentativa salvar a mãe, e também foi agredida com chutes e socos.  O homem ainda transtornado perseguiu sua filha e tomou o celular e depois de quebrar o aparelho, jogou  dentro de uma vala. Na sequencia agarrou a esposa e a derrubou no mesmo buraco onde havia jogado o celular e voltou para casa. 

A vitima ainda relatou aos policiais que faz sete anos que recebe agressões e quase todo dia o esposo faz ameaças de morte e sempre diz “Vou te deixar paraplégica”. 

A equipe encaminhou mãe e filha ao Hospital para receber atendimento medico, e saíram em busca do agressor. Os policiais realizaram patrulhamento nas proximidades da residencia do casal. Depois de algum tempo, visualizaram o suspeito entrando na casa. Foi dado voz de abordagem ao suspeito que não acatou a ordem e tentou se evadir do local. O individuo foi dominado e encaminhado junto com o bastão e o machado até a delegacia de Policia Civil para as medidas cabíveis.
Reações:

Postar um comentário

" Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top