Sesa confirma mais quatro mortes de macacos por febre amarela, nos Campos Gerais do Paraná

Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus — Foto: Pixabay/Divulgação

A Secretaria de Saúde do Estado do Paraná (Sesa) confirmou mais quatro mortes de macacos por febre amarela no Paraná. A informação foi publicada em boletim da secretaria, nesta quinta-feira (16). As mortes foram em cidades dos Campos Gerais do estado.

De acordo com a Sesa, ao todo, 32 macacos morreram pela doença no Paraná neste ano epidemiológico, contado a partir de agosto de 2018. Das quatro mortes confirmadas pelo último boletim, duas foram registradas em Jaguariaíva, uma em Castro e uma em Carambeí.

As cidades que registraram mortes de macacos confirmadas por febre amarela no estado são:

Castro: 12
São José dos Pinhais: 12
Jaguariaíva: 3
Antonina: 1
Carambeí: 1
Ipiranga: 1
Morretes: 1
Paranaguá: 1

Conforme a secretaria, outros 75 casos de morte de macacos pela doença estão sendo investigados.

Casos em humanos
A Sesa também confirmou mais um caso de febre amarela em humanos no Paraná. O diagnóstico foi feito em Curitiba. De acordo com o boletim, 16 pessoas foram diagnosticadas com a doença no estado. Outros 74 casos estão sendo investigados.

Ainda conforme a Sesa, uma pessoa morreu pela doença.

COM INFORMAÇÕES DO G1 PARANA.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO












ARAPOTI WEATHER