Segundo estudo realizado em 2018, 22% dos motoristas declaram reduzir a velocidade quando dividem a viagem com outras pessoas. Ainda 35% dos condutores checam a calibragem dos pneus com mais frequência



O programa “Década de Ações para Segurança no Trânsito” foi criado em 2001 pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de diminuir a quantidade de acidentes no trânsito por meio de ações que conscientizem a segurança no volante. Foi assim que nasceu o Maio Amarelo, mês de conscientização da segurança no trânsito. Em 2018 um levantamento feito pela Infosiga, mostra que 94% dos acidentes de trânsito, sejam eles nas estradas ou cidades, estão ligados à falta de atenção, sono e bebida alcóolica. A novidade é que novos estudos vêm mostrando que a carona pode ser um aliado do motorista para evitar esse tipo de acidente.

Uma pesquisa com cerca de sete mil usuários de oito países (inclusive o Brasil), 22% dos motoristas declaram reduzir a velocidade quando dividem a viagem com outras pessoas. O mesmo levantamento mostra que 35% dos condutores checam a calibragem dos pneus com mais frequência, além disso, tendem a ficar mais alertas quando levam passageiros a bordo. Aproveitando a data, o Voz do Povo reuniu algumas dicas para ajudar o motorista brasileiro a ter uma direção mais tranquila em trajetos rodoviários, confira.

Alerta ao volante
​Durante uma viagem longa, o cansaço e o tédio podem transformar o trajeto em um momento ótimo para a sonolência e as piscadelas ao mudar de faixa ou até mesmo em permanecer podem causar acidentes. Outro levantamento feito, afirma que 84% dos motoristas tendem a ficar mais alerta no volante quando estão com outra pessoa no carro, é o caso do motorista Lucas Madureira de 33 anos, que começou dar caronas para fazer viagens mais seguras “Comecei a levar alguém comigo, porque sinto muito sono na estrada e quando tem alguém no carro fico mais atento”. Dar uma carona, música alta, café ou até parar no acostamento e tirar uma soneca para despertar é válido para uma direção segura. 

Além disso, a preocupação no volante é algo sério e que não deve ser ignorado. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) o Brasil é o quarto país no ranking com mais mortes causadas no trânsito, logo, pensando na segurança do passageiro, uma empresa criou uma funcionalidade no seu aplicativo, que incentiva a direção segura. No final de cada trecho, o motorista, além de ser avaliado pela viagem, recebe uma nota sobre a sua postura no trânsito é penalizado com suspensão no aplicativo caso tenha mais de três avaliações negativas. 

Cinto de segurança
​O uso do cinto de segurança tornou-se obrigatório no Brasil em 1997, desde então dirigir sem o cinto de segurança é uma infração grave que garante a perda de 5 pontos na carteira CNH. Em caso de colisão consegue impedir o choque dos motoristas ao para-choque, ao volante ou até mesmo que sejam projetados para fora do carro, no assento traseiro é importante o uso também, uma vez que em uma batida, o peso do passageiro irá multiplicar em até 15 vezes, chocando o condutor no para-choque ou arremessando para fora do carro. 

Manutenção preventiva
​A revisão preventiva do automóvel está ligada a uma série de causas além de acidentes. A falta de manutenção preventiva pode aumentar o consumo de combustível em até 30%. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Detran) é necessário realizar a revisão a cada seis meses para evitar gastos extras e manter uma direção segura.

Direção segura
​Embora pareça algo óbvio de estar atento, a falta de atenção e imprudência na sinalização são os maiores fatores que causam acidentes nas rodovias. De acordo com a Atlas da Acidentalidade no Transporte Brasileiro - centro de pesquisa desenvolvido pela Volvo para analisar o quadro de segurança no transporte - em 2018, 40% dos acidentes nas estradas foram causados pela desatenção à sinalização. Segundo o estudo em 2015, 75% dos condutores declaram uma direção mais segura quando estão com um passageiro no carro, logo, estar atento às placas, velocidade máxima, ultrapassagem proibida e até mesmo animais nas estradas podem prevenir colisões.

Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top