Com a volta às aulas, os pais se deparam com um antigo problema de todos os anos: as pesadas mochilas que seus filhos carregam contendo todo o material das aulas e que acaba trazendo prejuízos à saúde de crianças e adolescentes. De acordo com o médico ortopedista do Instituto Hospital de Base (IHB), Saulo Castro, o excesso de peso pode afetar a coluna e trazer outras consequências.

“O grande problema é o excesso de peso e o mau uso da mochila, que acabam afetando a postura. Ainda mais se for criada em apenas um dos outros e a gente vê muita criança e adolescente usando mochila em apenas um ombro. Esse seria o grande problema: o peso da mochila, até porque para criança a musculatura do corpo ainda não está completamente desenvolvida e acaba que o material excede essa porcentagem [de 10% do peso da criança], então uma criança de 50 quilos não poderia exceder 5 quilos”.


Para quem não sabe o que fazer para evitar problemas de saúde relacionados ao uso de mochilas pesadas, o médico ortopedista Saulo Castro dá algumas dicas. 

“O ideal é que ela fique bem ajustada ao corpo, na região dorsal nas costas, com as alças e simétricas, dividindo o peso entre os dois ombros. Sempre se lembrando do excesso de peso, que não deve exceder 10% do peso corporal”.

A melhor forma de evitar esses problemas e a utilização de armários nas escolas para que as crianças guardem os materiais e transportem apenas o necessário para cada aula, caso não seja possível, outra maneira de facilitar a vidas de crianças e adolescentes é a utilização de mochilas com rodinhas.

Reportagem, Janary Damacena.
Reações:

Postar um comentário

" Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top