A primeira Sessão Ordinária de 2019 tinha tudo para ser uma calmaria.Um vereador falando de natureza, ecologia... outro, relembrando as tragédias de Brumadinho e do CT do Flamengo. Fatos alheios ao nosso município, mas que tiveram repercussão na mídia. E eis que um deles resolveu falar de coisa séria!! “Precisamos dar um jeito no lixão de Arapoti!” e continuou... “O projeto é bom, já deu certo em outros municípios.” Outro vereador se pronunciou querendo unir todos em prol da segurança de nosso município. “ Já passou(e muito!) da hora de falar nesse assunto, afinal temos 02 (dois) policiais para cuidar de uma cidade com 27 mil habitantes”. E, como de costume, outros vereadores nem falaram (como se o recesso ainda não tivesse acabado!).
 

De repente, a sessão “pegou fogo”! Chegou um cidadão, indignado com os últimos acontecimentos no Hospital Municipal 18 de Dezembro, interrompeu a sessão para fazer um pedido ou um alerta aos vereadores sobre o mau atendimento dos médicos no “18tão” que, na verdade, não é Hospital, e sim, uma UPA (UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO). a maioria das pessoas ficaram perplexas, inclusive os vereadores. Assista o vídeo.


Esse cidadão, Rodrigo Soares, chegou a fazer um BOU (Boletim de Ocorrência Unificado) denunciando o mau atendimento no hospital. (O Voz do Povo vem acompanhando a situação).

O Presidente da Casa, Marineo Ferreira, deixou que Rodrigo falasse, e assim que se acalmou, pediu-lhe que aguardasse o final da sessão e explicasse melhor a situação ocorrida no 18 de Dezembro.


Marineo deu sequência aos trabalhos e, ao final, ouviu reclamações de algumas professoras que disseram ter prestado concurso público em Arapoti, na área de Educação , e que o prazo de validade do mesmo está se encerrando , mas elas ainda não foram chamadas. O VP estará acompanhando todos os fatos relatados nessa 1ª sessão ordinária da Câmara de Vereadores.
Reações:

Postar um comentário

 
Top