A economia e o mercado de trabalho têm apresentado melhoras, e, consequentemente, a confiança do consumidor também aumentou. Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), neste mês de dezembro a confiança alcançou o maior nível em mais de seis anos.

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC), que é um indicador que mede esse otimismo em pontos, subiu 13,73% na relação entre dezembro de 2018 e dezembro do ano passado. Com esse desempenho, o índice chegou a 114,3 pontos.

Esta pontuação funciona como se fosse um termômetro: quanto maior a pontuação desse indicador, mais otimista está o consumidor. Para chegar ao resultado, a CNI faz entrevistas em 127 municípios brasileiros, com duas mil pessoas.

A partir disso, é criado uma pontuação para a confiança do consumidor em relação à inflação, desemprego, renda pessoal, situação financeira, endividamento e compras de bens de maior valor. Só depois, com os dados reunidos, é possível atingir o resultado final.

Dos seis subtemas desta pesquisa, somente um teve retração frente a dezembro de 2017, que foi o item compras de bens de maior valor. Ele recuou 2,48%. Mas, em relação a novembro, ficou estável.

Em compensação, todos os outros itens tiveram uma melhora expressiva. A maior foi a que mede a percepção sobre a inflação. Em seguida, o subtema que apresentou a maior melhora foi o mercado de trabalho, depois a renda pessoal, a situação financeira e o endividamento.

Vale lembrar que até o terceiro trimestre, os consumidores deram uma contribuição de R$ 3,2 trilhões para o Produto Interno Bruto. Se comparado ao ano passado, houve um aumento de 2%.

Reportagem, Cintia Moreira
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top