Realizada em Arapoti, ação do Novembro Azul tirou dúvidas de dezenas de funcionários da Capal sobre a necessidade do diagnóstico precoce


Funcionários da Capal Cooperativa Agroindustrial participaram de uma palestra para alertar sobre o câncer de próstata. Realizada na Associação dos Funcionários da Capal (Asfuca), a ação é parte das atividades organizadas na cooperativa em relação à campanha Novembro Azul e despertou o interesse sobre a necessidade dos exames preventivos.

A palestra “Saúde do Homem” foi ministrada pelo clínico-geral da Secretaria de Saúde de Arapoti, Eduardo Mayrhofer Sargi, para 61 homens. Essa foi a primeira vez que a cooperativa promoveu um evento exclusivo sobre o assunto. A iniciativa, que contou ainda com sorteio de brindes, foi da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) e do Departamento de Comunicação da Capal. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que o ano de 2018 fechará com 68 mil novos casos da doença registrados no País.

“Mudar a forma como os homens encaram os cuidados com a própria saúde é muito importante. Acredito que uma palestra exclusivamente para esse assunto ajuda a tirar o estigma dos exames que são necessários para o diagnóstico precoce do câncer de próstata”, afirmou Eduardo Sargi. O funcionário da Capal Rubens Simão elogiou a iniciativa, considerando-a “bastante proveitosa”. “Tirei muitas dúvidas e agregou o quanto é importante o exame preventivo. A Capal está ajudando as pessoas que não têm conhecimento sobre o assunto a se conscientizar da importância do exame e da prevenção”, destacou Simão.

Anualmente na Capal, no mês de novembro, acontece uma ação para alertar os homens da gravidade do câncer de próstata e da importância de realizar o exame. Edson José Carvalho, presidente da Cipa, conta que a recepção ao assunto foi muito boa, na medida em que discutiu alguns estereótipos em torno da doença. “A palestra desmistificou que a prevenção tenha alguma relação com a sexualidade, afinal, como foi destacado, atualmente não existe exame que substitua o toque, mesmo com os avanços tecnológicos”.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top