Uma ex-professora da Fundação Cultural de Ibiporã foi presa na manhã deste domingo (7) em Ibiporã após passar absorvente sujo de sangue na urna que utilizava para votar, no Colégio Estadual Engenheiro Francisco Gutierrez Beltrão, no centro do município. Drielly Lopes, que ainda derrubou parte da estrutura da urna, saiu correndo após o ato, causando grande confusão na seção eleitoral. Segundo populares, ela gritou por diversas vezes “Lula livre”.

Logo depois ela se dirigiu até a Escola Maria Inês Rodrigues de Mello, na saída para Sertanópolis, onde quebrou uma urna, arremessando-a contra o chão. A urna foi substituída e ela acabou presa em seguida, sendo levada para a Delegacia de Ibiporã. Drielly foi candidata a vereadora na cidade nas eleições de 2016 pelo Partido Social Democrático (PSD), quando recebeu 199 votos.Ela cursa artes cênicas na Universidade Estadual de Londrina (UEL).

INFORMAÇÕES E IMAGENS - RADIO PAIQUERÊ
Reações:

Postar um comentário

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top