Com isto, o consumidor pagará R$ 5 a cada 100 kWh consumidos.


A bandeira tarifária acionada para o mês de outubro é a vermelha - patamar 2 - com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. De acordo com a Aneel, esse custo a mais é repassado para o cidadão por conta das condições hidrológicas ainda desfavoráveis.

Com o quinto acionamento seguido da bandeira vermelha patamar 2 é preciso reforçar as ações relacionadas ao uso consciente e combater o desperdício de energia. Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos; selecionar a temperatura morna no verão; verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo, são algumas opções para economizar com o chuveiro elétrico.

No que se refere ao ar condicionado, é importante não deixar portas e janelas abertas em ambientes em que tenha o aparelho. Além disso, é preciso deixá-los com os filtros limpos e diminuir ao máximo o tempo de utilização.

Agora a geladeira: é importante só deixar a porta aberta o tempo que for necessário; regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções; nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira e sempre deixar um espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos.

Outra coisa que dá para fazer é usar mais a iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz cada vez que sair de um cômodo.

Outro vilão é o ferro de passar. Então os especialistas alertam que deve-se juntar várias roupas para passar tudo de uma só vez; outra boa dica é separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura. Ah, e não se esqueça, nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa.

Agora, se você for se ausentar por um longo período, outra boa dica é deixar os aparelhos em stand-by e retirá-los da tomada.

Reportagem, Cintia Moreira
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top