A Polícia Civil de Arapoti- PR, com apoio da Polícia Militar, prendeu na tarde do último dia 03 duas mulheres acusadas de tráfico de drogas. 

Segundo consta, as duas vinham sendo investigada por tráfico depois que a polícia passou a receber várias denúncias e informações de que ambas estariam vendendo drogas. Uma delas já havia sido presa no passado quando tentou inserir drogas na Cadeia Pública de Arapoti-PR e foi surpreendida pelos funcionários na ocasião. 

Atualmente, encontrava-se em liberdade vigiada por tornozeleira eletrônica. Informações indicavam que a segunda mulher presa também vinha agindo da mesma forma, já que têm parente preso na cadeia e realizava visitas. 

As duas foram presas depois que os investigadores que  realizavam campana próximo à residência delas, viram quando uma criança de apenas 9 (nove) anos idade chegou no local com uma mochila e logo saiu. 

Os policiais rapidamente apuraram que o garoto era parente de um ex-detento que também se encontra com tornozeleira eletrônica e que teria mandado o menino fazer o transporte de 100g de maconha. 

A mochila do menino foi revistada e no interior dela encontrado 100g de maconha embalada e um bilhete de orientação com o nome das duas mulheres escritos e a quantidade de drogas recebida por ele. 

Pela idade da criança e gravidade do caso, imediatamente o Conselho Tutelar foi acionado e entrevistou o menor ao mesmo tempo em que investigador Fabian com apoio dos policiais militares Sd. Koguta e Allan foram até a residência das mulheres e deram voz de prisão em flagrante delito pelos crimes de tráfico de drogas e corrupção de menores. 

Ambas foram apresentadas na Delegacia para providências e encontram-se presas à disposição da Justiça. O Delegado Gumercindo Athayde ressalta a importância do trabalho de combate ao tráfico que a policia vem realizando. Só nos últimos dias, cinco (5) pessoas foram presas por este crime.

Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top