Depois de quase de 18 horas de julgamento no Fórum de Arapoti, quatro jovens foram condenados, nesta terça-feira (24). Após os depoimentos de testemunhas e argumentações de defesa e acusação, com réplicas e tréplicas, o veredito com as sentenças foram anunciadas pelo juiz Djalma Aparecido Gaspar Junior, por volta das 3h na madrugada desta quarta-feira(25). 

Há que se destacar o belo trabalho do promotor de justiça, o Doutor José De Oliveira Junior que travou uma verdadeira batalha (no bom sentido) com os advogados de defesa que também não mediram esforços na defesa de seus clientes. 

Todos foram condenados pelo assassinato do jovem Leandro Soares Moreira, ocorrido em novembro de 2016 no Centro de Arapoti. 

L. de O. D. foi quem pegou a maior pena devido a não se réu primário e com os agravantes foi condenado a mais de 22 anos de reclusão; na sequencia V. dos S., foi condenado a mais de 19 anos, J. A. S. dos S., foi condenado a mais de 16 anos e F. S. dos S. condenado a mais de 14 anos de reclusão. 


Segundo a denuncia, Leandro Soares Moreira foi agredido por pelo menos sete indivíduos, próximo ao banco Itaú no centro, o crime aconteceu dia 16 de Novembro de 2016. Segundo o inquérito policial e a denúncia do Ministério Público, o crime teria ligação com brigas entre grupos rivais. 


Os acusados tinham noção do que haviam feito, pois para dificulta a ação da policia, depois do crime se esconderam em uma barraca no meio do mato, onde foram abordados e presos pelas equipes policiais de Arapoti e Jaguariaíva. 

As penas determinadas tem cumprimento imediato, porém a defesa dos condenados pode recorrer da decisão.




Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top