Em todo o Brasil, neste ano, já são mais de 2.600 mortes causadas pela doença. Nesta semana, foi confirmada mais uma morte por gripe no Paraná, totalizando 49 óbitos. 

O balanço realizado pela Secretaria Estadual da Saúde mostra que, entre os paranaenses, a doença é mais comum em crianças e idosos. A maior parte do grupo de doentes é composto por mulheres, mas as mortes ocorridas são de homens em quase 80% dos casos. 

Oitenta municípios já registraram casos da doença no Paraná, e a Secretaria da Saúde alerta que nenhuma região está livre da gripe, principalmente por ainda ser período de pleno inverno e baixas temperaturas. Segundo o chefe da Divisão de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Estado, Renato Lopes, os cuidados preventivos devem acontecer todos os dias, mesmo por pessoas que tomaram a vacina, em ações como higienização das mãos, maçanetas e estações de trabalho. 

"Os sintomas da doença incluem febre acima de 38 graus, dor muscular, dores de cabeça, de garganta e tosse. Em caso de suspeita de gripe, a pessoa deve procurar com urgência o serviço de saúde mais próximo e evitar a automedicação". 

Neste ano, a campanha nacional de vacinação realizada entre abril e junho teve mais de 2 milhões e 800 mil paranaenses vacinados. O público-alvo vacinado chegou a 92,3% no Estado, margem maior que a média nacional, que foi de 83%. (Repórter: Rodrigo Arend)
Reações:

Postar um comentário

 
Top