Policiais Militares do 2º BPM, em apoio a Justiça Federal de Jacarezinho, realizaram a incineração das drogas apreendidas na última segunda-feira (11/06/2018), encontradas num helicóptero que aterrissou no Estádio Municipal de Cambará/PR. 

Devido ao grande valor comercial dos entorpecentes apreendidos, bem como em precaução a uma possível ousadia dos narcotraficantes em tentar recuperá-los, as autoridades competentes determinaram que a grande quantidade de cocaína e “crack” fossem levadas à sede do 2º BPM, onde permaneceram sob guarda das equipes Policiais Militares até sexta-feira (15/06/2018), data em que foi incinerada, ocorrendo tudo dentro da normalidade.  


Esta foi uma das maiores apreensões realizadas no Norte Pioneiro, sendo tal trabalho fruto do comprometimento das Polícias Militares (PR e SP) com a segurança da sociedade, tirando das ruas dois traficantes, causando prejuízo considerável a indústria do tráfico, visto o valor do entorpecente e a apreensão do helicóptero; esta apreensão, somada as demais prisões e apreensões cotidianas de narcotraficantes realizadas pela Polícia Militar, certamente, muitos jovens estão deixando de entrar para o mundo das drogas

Sobre a apreensão
Dois traficantes (19 e 38 anos) foram presos na última sexta-feira, por volta das 19h30min, logo após aterrissarem um helicóptero na Estádio Municipal Cambará. Os marginais estavam vindo num vôo direto do Paraguai com destino a cidade do Guarujá, litoral do Estado de São Paulo. O pouso foi realizado em caráter de emergência, vista que a aeronave já estava ficando sem combustível e não chegaria ao local de abastecimento, na cidade Ourinhos/SP. Os indivíduos foram presos pela Força Tática do 31º BPM/SP – Ourinhos, no momento que compravam o combustível, logo após diligências das equipes Policiais Militares de Cambará que levantaram indícios do ilícito que se confirmou na sequência. Um dos marginais (38 anos), que possuiu passagem por tráfico, disse receberiam 20 mil reais pelo transporte (10 mil reais para cada um); A droga foi encontrada debaixo do assento da aeronave perfazendo um total de 109 tabletes de cocaína (118,05 kg) e 29 tabletes de “crack” (29,5 kg), avaliadas em aproximadamente 2 milhões de reais

POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ
Sua proteção é o nosso compromisso



Reações:

Postar um comentário

 
Top