PROMOTORIA PUBLICA INVESTIGA SUPOSTO “CONLUIO” DENTRO DA CÂMARA, PARA ATRASAR AS INVESTIGAÇÕES E DAR NULIDADE AO PROCESSO DE QUEBRA DE ÉTICA E DECORO PARLAMENTAR CONTRA O VEREADOR GIOVANE CARNEIRO.


Segundo informações de fonte segura, o ministério publico enviou a câmara de vereadores, um documento que fala de uma denuncia feita por uma pessoa que não quis se identificar por medo de represálias, e pelas informações, é uma denuncia grave contra a câmara de vereadores. Conforme oque nos repassaram o documento fala de um suposto “Conluio” dentro da câmara de vereadores para atrapalhar os trabalhos da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, que investiga a denuncia de suposta quebra de decoro cometido pelo vereador Giovane Aparecido Carneiro. 

Ainda segundo informações, o documento fala que funcionários concursados e cargos de confiança teriam se unido para atrasar o trabalho e induzir o conselho ao erro e futuramente  recorrer ao fórum caso o vereador perdesse o mandato. 

O primeiro ato do vereador denunciado no dia três de maio, quando seria ouvido; foi apresentar um requerimento pedindo que fosse adiado até que ele constituísse um advogado para acompanhar a sua defesa; e com isso atrasou os tramites em uma semana. 

O relator do conselho também foi citado no documento por ter falado em entrevista que concedeu ao VP News no dia em que foi acolhida a denuncia, que pediria documentos e informações junto ao ministério publico, mas, até o momento  o pedido não havia feito feito. 

Além disso, o documento enviado pelo Promotor de Justiça, Doutor José de Oliveira Junior para a câmara, diz que a partir da denuncia ele estará acompanhando todos os trabalhos do conselho e ficara atento a todos os prazos a serem cumpridos dentro da Câmara Municipal no que diz respeito a denuncia contra o Vereador por suposta quebra de decoro parlamentar.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER