Caged indica criação de mais de 115 mil postos de trabalho em abril.


Apesar de muitos brasileiros ainda sofrerem com o desemprego, dados do Caged divulgados nesta semana podem ser um sinal de alento. De acordo com o levantamento, mais de 115 mil postos de trabalho foram abertos só no mês de abril.

O resultado, de acordo com o Ministério do Trabalho, é o saldo da diferença entre as mais de um milhão e trezentas mil admissões contra as mais de um milhão e 189 mil demissões. Com os dados de abril, o país encerra os quatro primeiros meses do ano com mais de 336 mil novos postos de emprego criados.

Ainda de acordo com o Caged, na análise entre maio de 2017 e abril deste ano, mais de 283 mil vagas de trabalho foram criadas, um crescimento de 0,75%. A pesquisa também mostrou uma melhora em todos os oitos setores que compõem a análise.

O destaque ficou com o setor de serviços, que criou mais de 64 mil vagas, um aumento de 0,38% no comparativo com março. A indústria de transformação abriu mais de 24 mil novos postos de trabalho e foi o segundo setor com o melhor resultado.

Numa análise por estados, apenas Alagoas, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Amazonas e Rio Grande do Norte tiveram resultados negativos.

Em evento na capital paulista, o presidente Michel Temer falou sobre os resultados do Caged, durante fórum sobre inovação e indústria.

“Em carteiras assinadas, nós tivemos no mês de janeiro cerca de 79 mil carteiras assinadas, em fevereiro cerca de 69 mil, em março cerca de 59 mil. E hoje, acabo de receber que, no mês de abril, temos mais 115.898 postos de trabalho. Portanto, nós temos que confiar no que está acontecendo no Brasil.”

Ainda de acordo com o Caged, houve um crescimento no valor do salário das admissões em abril. Segundo o Ministério do Trabalho, o valor ficou acima dos R$1.530, cerca de 1,22% acima do salário de março.

Reportagem, Raphael Costa

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER