Foto: Flávia Barros – Banda B

A greve dos caminhoneiros continua nesta segunda-feira, 28 de maio, apesar de o presidente Michel Temer ter anunciado  o aumento no desconto por litro de diesel (de 41 centavos para 46 centavos) e o congelamento do valor por 60 dias. Apesar disso, os caminhoneiros continuam mobilizados pelo oitavo dia, com bloqueios em rodovias de vários Estados e do Distrito Federal. As consequências da greve dos caminhoneiros vão desde hospitais com falta de medicamentos; transplantes de órgãos não realizados; supermercados desabastecidos; postos de combustíveis sem etanol, gasolina e diesel; voos cancelados; aulas da rede pública e privada suspensas; entre outros. 

Segundo informações do portal “BANDA B”, os caminhoneiros e o Governo do Estado chegaram a um acordo, nesta segunda-feira (28), para liberar os combustíveis para todos os postos do Paraná. O anúncio foi feito pela governadora Cida Borghetti e vale para todos os derivados do petróleo: gasolina, etanol, óleo diesel e gás de cozinha. 

“O diálogo no estado do Paraná está prevalecendo e chegamos a esse acordo para a liberação imediata dos combustíveis para todos os postos. Isso faz com que a população se sinta atendida e segura”, disse a governadora. 

Outro acordo firmado na reunião foi em relação ao eixo suspenso dos caminhões nos pedágios. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) já notificaram as concessionárias para a isenção da cobrança. 

A greve dos caminhoneiros chegou ao oitavo dia nesta segunda-feira (28). Pela manhã, o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis e Lojas de Conveniências do Estado do Paraná (Sindicombustíveis-PR) já havia informado que entrou com liminares para garantir o desbloqueio de todas as bases de distribuição de combustíveis no Paraná. A primeira liminar saiu ontem à noite em Curitiba. 

A partir da liberação completa da refinaria de Araucária e das bases das distribuidoras, a normalização do atendimento deve ocorrer entre sete dias e duas semanas. Nas próximas horas deve ser crescente o número de postos que voltem a ter combustível.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top