Uma decisão liminar do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) decretou a indisponibilidade de bens do ex-prefeito de Arapoti, nos Campos Gerais, Luiz Fernando de Masi , e de outros 21 envolvidos (entre servidores e empresas), por supostas irregularidades em licitações para a aquisição de medicamentos no ano de 2008; sendo que tais irregularidades teriam sido praticadas em ano eleitoral exatamente para beneficiar o ex-prefeito. 

O pedido de bloqueio dos R$593.504,90, foi feito primeiramente ao juiz de primeiro grau que indeferiu a liminar; mas a promotoria não desistiu e recorreu da decisão. O Tribunal de Justiça deferiu o recurso e determinou o bloqueio dos bens do ex-prefeito, bem como dos outros envolvidos. 

O ex-Prefeito Municipal já estava com certa quantia em bens bloqueados, agora com mais este valor, as cifras chega a quase três milhões de reais em bens liminarmente indisponibilizados pela justiça em razão de Ações Civis Públicas por atos de Improbidade Administrativa propostas pelo Ministério Público do Estado do Paraná.
Reações:

Postar um comentário

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top