Tivemos vários problemas durante o ano, Segurança foi um dos temas mais comentado em 2017. Mas também tivemos outros problemas, acidentes com os carros da saúde, motorista da saúde fazendo compras no Atacadão usando veículo publico; a PR-092 continua fazendo vitimas; Mas nada manchou tanto nosso ano como a politica arapotiense.


Isso já era esperado depois da eleição do ano passado, mais da metade dos vereadores eleito tinham alguma treta com o prefeito reeleito Braz Rizzi e resolveram usar o voto que lhes foi confiado para dar o troco.


Uma vergonha para Arapoti, não pelo prefeito Braz Rizzi, pois qualquer um que esteja na prefeitura para nós a situação vai ser a mesma. O grande problema é que o prefeito não cedeu às vontades politicas dos vereadores e eles o cassaram, e ao que parece o acerto com a vice já estava acontecendo antes mesmo do Braz ser cassado.


A velocidade que as coisas aconteceram depois que a vice assumiu foi de assustar; pois antes mesmo da cadeira que o Braz conquistou nas urnas esfriar os vereadores já estavam dando as cartas na prefeitura. 

Um funcionário há muito tempo encostado na prefeitura, mais que esta afiliado no mesmo partido do presidente da câmara, foi requisitado junto a prefeitura e hoje presta “serviço” na câmara de vereadores. 

Esposa de um vereador  virou “Chefe” depois que a prefeita assumiu; Tem um contratado que já foi secretario na época do Ex-prefeito Fernando... Foi apadrinhado por um "vereador" e contratado pela prefeita para ser Secretario novamente; sobrinha de secretario sendo contratada a pedido do tio; isso tudo e fora oque não conseguimos enxergar; os famosos acertos de bastidores.

As contas da câmara de vereadores estão sob investigação depois que denuncias de superfaturamento e de favorecimento foram feitas e estão sendo investigadas pela promotoria.

Tem outras que não foram denunciadas, mas que cidadãos pediram informações sobre os gastos; uma delas é em relação a “Câmara itinerante” que aconteceu no Caratuva, e o aluguel de uma barraca, algumas cadeiras e o equipamento de som para a Câmara quase chegou à casa dos R$ 4.000,00 fora outras despesas, como horas extras de funcionários. 


Só não teve despesa com combustível, pois segundo oque informou o presidente da casa, o veiculo da Câmara municipal de Arapoti foi abastecido com dinheiro particular de um servidor, cargo de confiança do presidente; que deve ter esquecido de que no mandato passado proibiu o prefeito de abastecer os caminhões da prefeitura com dinheiro do próprio bolso.

Outra situação que não da para engolir é as diárias da câmara, pois enquanto trabalhadores da prefeitura que saem às 3 horas da manhã com o veiculos da saúde e só retornam às 20 horas, recebem R$ 40,00 de diárias, aproveitadores que deveriam fazer algo para melhorar a situação desses trabalhadores, pegam R$ 130,00 para ir a Wenceslau Braz usando um veículo publico (Carro da Câmara).

Além de tudo isso a prefeita ao assumir o cargo, cortou as horas extras de trabalhadores deixando varias famílias em desespero por não poder pagar as contas. 

Se tivesse avisado, “Não faça horas extras que a partir de agora não pagaremos mais.” Estaria corretíssimo, mas na verdade não pagou horas feitas pelos trabalhadores sob o comando do prefeito Braz Rizzi. (Parece que ficou acertado de pagar agora em Janeiro).

2018... Um novo ano e uma nova historia precisa ser construída, Se cada cidadão tirasse um tempo para olhar o site da câmara ou da prefeitura e pedissem informações do que acham que não esta certo; as coisas seriam bem diferentes. Vamos ficar de olho em 2018.
Reações:

Postar um comentário

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top