Fomos conferir a Exposição de fotos no Colégio Estadual Rui Barbosa, na verdade a exposição é dos alunos das 6ª Series, as turmas da Professora Miriam; as fotos mostram de tudo, belas paisagens com o por do sol deslumbrante, mostra o descaso dos governantes com o município (E sem politicagem; pois são crianças.) e a falta de educação dos moradores, que jogam lixo em todo lugar. Conversamos com a professora responsável pelo projeto e vejam oque ela disse:



PROFESSORA: MIRIAM BARBOSA DE ARAÚJO BERTÉ, 
COLÉGIO ESTADUAL RUI BARBOSA

Todos os anos antes de pegar as turmas, eu me preparo e sempre me interrogo, fora querer saber com que turmas irei trabalhar, antes da distribuição das aulas, sempre penso: De que forma eu irei trabalhar, como irei fazer para que me entendam, que compreendam realmente o que é a disciplina, do que ela trata, em que a geografia pode contribuir na vida deles? A minha escola não é diferente das demais escolas brasileiras, passamos por dificuldades tais como: falta de professores, má distribuição de aulas, rotatividade do professor, obrigando os profissionais a trabalharem em mais de uma escola, difícil acesso a bons cursos e principalmente capacitações que contemplem nossa realidade e que sejam mais dinâmicas, salas superlotadas, o que dificulta a efetivação da aprendizagem e a nossa interação com eles.


Visualiza-se também um quadro de famílias com todos os tipos de problemas sociais. Todos os anos, existe uma cobrança, para que trabalhemos um currículo pensando na realidade do nosso aluno, o que gera também uma grande inquietação que é particular a de que eu preciso realmente conhecer o sujeito e a realidade desse sujeito com quem eu convivo em algumas horas por dia! Enfim, pensei: Mais esse sujeito também precisa me conhecer! Isso sempre me inquieta, como fazer a diferença em um mundo tão grande? Pensei: Porque não trabalhar desta vez a realidade local, trazer o conhecimento do que realmente é a geografia e o estudo do espaço geográfico, mais para perto deles de uma forma em que eu também pudesse conhecê-los um pouco melhor e que fosse prazeroso para ambos! 


Sei que muitos colegas da minha área e de diversas áreas trabalham ou já trabalharam procurando aproximar os conteúdos da realidade do que o aluno vivencia no seu dia a dia. Mais aqui confesso que o meu desafio era maior, pois um fato me inquietava! Eu queria conhecer mais sobre eles, seus anseios, suas famílias. Escolhi para isso trabalhar com os sextos anos! Sendo as séries iniciais do ensino fundamental ll, é como se você os estivessem vendo pela primeira vez, e realmente o é.


Nesse momento começamos a estabelecer uma relação além da sala de aula, embora não nos víssemos fisicamente, porém eu via meninos e meninas que poderiam ser meus filhos, conversando sobre a disciplina e sobre os mais variados assuntos e claro sem perder o foco principal que era a realização do nosso trabalho, intitulado: Mostra Foto geográfica dos bairros do município de Arapoti -PR, na visão dos alunos dos 6º A, B e D do Colégio Estadual Rui Barbosa EFMNP. E mais orientá-los na realização de um trabalho utilizando a câmera do celular, onde eles pudessem andar pelo seu bairro com aquele ar de aventureiros!


A intenção era e foi a de que, eles viessem a olhar o bairro de um novo jeito de uma outra forma, onde eles pudessem desenvolver um olhar crítico sobre o município também. Então eu uni o tema: Espaço geográfico e o estudo da paisagem, com a observação do bairro e do sujeito que mora nele! Com o intuito de mudar a imagem que eles tem do seu local de vivência, e acabar com o preconceito que muitos deles tinham em relação ao lugar onde moravam!


Obs: Após a finalização das fotos que os alunos tiraram em grupos, na maioria das fotos nós pudemos ver, o quanto o município encontra-se em situação de abandono e descaso pelo poder público na questão de coleta de lixo e fiscalização. Pois os alunos observaram muitos terrenos baldios com entulhos de todo o tipo, inclusive até bichos mortos eles encontraram em alguns lugares com entulho e lixo que a população joga, em alguns bairros eles reclamaram que os caminhões de coleta de lixo nunca passam.


E também tem a questão de que os moradores dos bairros precisam de orientação, de fiscalização e talvez até multas, pois muitos tem jogado lixo deliberadamente na rua em frente de casas e terrenos onde não reside ninguém, o que pode provocar endemias, doenças e uma possível proliferação de mosquitos e outros insetos, como também ratos, escorpiões e também cobras, o que tornam esses lugares extremamente perigosos.


Convidamos também para o evento, algum representante do poder público local, para que os alunos pudessem falar sobre o que haviam encontrado, sobre a situação dos bairros, e exigir possíveis melhorias, porém ninguém apareceu. 


Creio que com este trabalho eles puderam aprender o que é ser um cidadão, também consegui que entendessem o conceito de alguns valores, como o discernimento sobre o que é certo e o que é errado, e o que querem para si, para o município, o Brasil e o mundo, pois eles são a geração do amanhã, são o nosso futuro.

















































Reações:

Postar um comentário

 
Top