Na ultima quinta-feira (18) estava programada a visita do Coronel do corpo de Bombeiros no PBC de Arapoti, que devido ao mau tempo foi cancelada, mesmo assim a reportagem do Voz do Povo esteve no local e aproveitando a oportunidade conversamos com o Subtenente Moacir de Paula Santos que nos falou sobre o problema do trote que muito tem incomodado esta guarnição.


VP – Subtenente Moacir, vamos falar de uma questão que incomoda muito a Defesa Civil em Arapoti, que é a questão do trote, isso vem atrapalhando o serviço da equipe.

SUBTENENTE - Bem, hoje existe uma legislação estadual e federal com relação aos trotes, ou seja, o acionamento dos serviços de emergência sem que haja uma emergência a ser atendida; então, quando é identificada essa pessoa , é feita a representação contra ela através das autoridades policiais e essa pessoa vai responder pelo ato, no caso do menor de idade, são os pais ou responsáveis que irão responder pelo o ato cometido. Principalmente as crianças, pois quando elas ligam no numero de emergência do bombeiro, defesa civil, ou policia militar para passar o trote; pode ser que outra pessoa de fato esteja precisando desse serviço e não pode fazer uso em virtude de uma linha que fica ocupada por uma pessoa que está de brincadeira; precisamos alerta a população que os telefones destes órgãos possuem identificador de chamadas e junto com as empresas de telefonia tentamos identificar os responsáveis pela linha e dia menos dia essa pessoa vai receber a visita da autoridade policial para que seja responsabilizado pelos seus atos. 

VP – muitas vezes perdem-se vidas, pois para os bombeiros ou defesa civil, 1 minuto é uma eternidade e faz uma diferença enorme quando se tem salvar uma vida.

SUBTENENTE - sim, realmente, tanto o bombeiro militar quanto a defesa civil temos um prazo limite, para atender uma ocorrência, ou seja, pra atender uma ocorrência de acidente de transito ou mesmo incêndio, que é em torno de 5 a 7 minutos; porem a população que faz uso desses serviços, tanto do corpo de bombeiros ou da defesa civil precisa entender que é o dinheiro deles através dos impostos que mantem esses serviços, então quando a população, pais, professores, tios, avós, deixam de orientar os menores pra não passar trote, é o dinheiro publico que esta indo pra o lixo, e isso vem acarretando uma despesa desnecessária, tanto da linha telefônica que é pago, quanto do deslocamento; um dinheiro que poderia ser usado na saúde ou na educação através do município, mas tem que ser usado na manutenção de viaturas, na compra de combustível ou mesmo no pagamento de conta telefônica; um gasto que poderia ser evitado.

VP – mais alguma coisa que o senhor queira deixar pra população de Arapoti que necessita e muito deste PBC, e que muito tem auxiliado os envolvidos em acidentes, ou no próprio atendimento do dia a dia as pessoas, 

SUBTENENTE - O serviço de bombeiro comunitário ou Defesa Civil no município de Arapoti, assim como nos demais municípios do Paraná veio para suprir a necessidade desses municípios onde tem menos de 50 mil habitantes e que não é possível ter uma unidade do Bombeiro Militar; porem esse tipo de serviço é padronizado, muitas vezes a população liga na defesa civil solicitando um serviço que não pode ser feito por eles; por exemplo, cortar arvore que esta dentro do quintal ou quando aparecem esses enxames de abelha, de vespa, o nosso pessoal não pode fazer a retirada, pois é crime ambiental, pois e a legislação não permite o extermínio de enxames. A remoção deve ser feito por profissional capacitado “apicultores”. O corte de arvores deve ter uma autorização da área ambiental do município e quando é um caso particular ser feito por pessoas que prestem serviço particular, bem como outros serviços que são solicitados que não podem ser feitos pela defesa civil. A ambulância é para atendimento pré-hospitalar em casos de acidentes de transito, queda de plano elevado e outros tipos de ocorrências e não para transportar pessoas para realizar consulta no hospital ou do hospital pra casa, esse serviço não é permitido; bem como o caminhão de combate a incêndio, o uso dele é exclusivamente pra combate a incêndio urbano ou ambiental, não podendo ser usado, por exemplo, para lavar frente de casas que está com terra, poeira ou barro; nem mesmo para desentupir bueiros.

VP – Nossos agradecimentos ao Subtenente Moacir de Paula Santos, ao Sargento Luiz Cesar da Rosa e a toda a equipe da Defesa Civil de Arapoti pela forma como fomos recebidos no PBC Arapoti.






Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top