O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado nesta quinta-feira (18), é marcado por atividades de prevenção e alerta sobre o tema em municípios de todo Estado. São palestras educativas, seminários e fóruns, distribuição de material informativo, peças teatrais e abordagem nas escolas e vias públicas. 

Para reforçar as ações, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social em parceria Secretaria da Saúde, transmite na próxima segunda-feira (22), uma videoconferência com o tema “A Intersetorialidade na Prevenção às Violências e Promoção à Cultura da Paz". A ação faz parte da programação do Núcleo da Paz, grupo que se reúne a cada dois meses para tratar de ações integradas de combate e prevenção à violência, e promoção da saúde.

O coordenador da política da criança e do adolescente da Secretaria da Família, Allan Bento, diz que um dos objetivos é mostrar importância do trabalho conjunto para combater todos os tipos de violência contra crianças e adolescentes. 

“Fazer um trabalho de prevenção intersetorial, envolvendo diversas áreas de atendimento e prevenção, significa cuidar das nossas crianças e adolescentes de maneira integral, evitando qualquer abuso e violência”, explica Bento. 

O evento é voltado para integrantes da rede de proteção dos direitos da criança e adolescentes – como servidores públicos, conselheiros tutelares, conselheiros de direitos e representantes da sociedade civil. A transmissão pode ser assistida em todas as 22 regionais da saúde do Estado.

PROGRAMAÇÃO – Em todas as cidades, as mobilizações buscam conscientizar a sociedade a respeito do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, e também quanto ao enfrentamento a todos os tipos de violências, incentivando as denúncias.

Na quarta-feira (18), o município de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, promove o I Fórum Municipal sobre Abuso e Exploração Sexual de Criança e Adolescente, no Teatro Municipal. Em São José dos Pinhais, a programação da XII Semana Municipal de Enfrentamento à Violência Doméstica e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, teve início na segunda-feira (15) e segue até a sexta-feira (19). 

No Norte Pioneiro, Leópolis promove um concurso de criatividade sobre o tema com alunos da rede municipal e estadual, com a confecção de cartazes e criação de músicas. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) também participa da conscientização, fazendo pedágios informativos pelo município. Ibaiti, promove um simpósio e também uma passeata com o tema “Quebrando o Silêncio”, para incentivar as denúncias. Apresentações culturais marcam a data em Japira, com a apresentação da I Mostra Cultural “Faça Bonito”. 

Em Cascavel, na Região Oeste, o destaque será o XV Fórum Municipal de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, que acontece também na quarta-feira (18) no Auditório da Universidade Paranaense. 

O Centro-Sul do Paraná também participa das ações. Imbituva organiza o 1º Cine Faça Bonito, com mostra de curtas-metragens sobre o tema para crianças e adolescentes da rede municipal e estadual de ensino. 

Em Itaipulândia, na Região Oeste, crianças e adolescentes participarão diversas atividades incluindo peças teatrais e confecção de cartazes. A conscientização sobre a data também acontece nas Unidades de Saúde, com orientações nas salas de espera.

RESULTADOS – Desde 2011, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social investiu mais de R$ 220 milhões do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência na proteção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Além de cofinanciar programas, serviços e capacitações, a secretaria investe em campanhas de conscientização para incentivar as denúncias de violências. 

Como resultado deste trabalho, o último levantamento feito pela Secretaria apontou que, em fevereiro e março, o número de denúncias de violências contra crianças e adolescentes no Paraná aumentou 205%, no comparativo com o mesmo período de 2016. O aumento foi registrado após lançamento da Campanha de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Estradas, em fevereiro. 

DENUNCIE - Para denunciar qualquer situação ou suspeita de violência ou violação de direitos contra crianças e adolescentes, basta ligar para o número 181 - Disque-Denúncia, serviço do Governo do Estado. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer município do Paraná. O atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana, com garantia de sigilo das informações e de quem faz a denúncia.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top