A prefeitura Municipal de Arapoti publicou em sua pagina do facebook uma nota de esclarecimento a respeito da cobrança (Critica) postada pelo presidente da Câmara Municipal de Arapoti em seu facebook.

Veja um trecho do que o presidente publicou:
Na noite de ontem a oposição da câmara rejeitou os projetos de lei n 1842/17 e 1843/17 de autoria do executivo e que juntos somavam 97 mil reais para compra de um Automóvel novo para o gabinete do Prefeito, este valor poderia ser usado para compra da UTI MÓVEL por exemplo que fui covarde e falsamente acusado de ter segurado nos palanques eleitoreiros e até hoje não compraram isto com este projeto aprovado antes mesmo da eleição e em regime de urgência...

Aqui a resposta da prefeitura:

NOTA DE ESCLARECIMENTO
A Prefeitura Municipal de Arapoti esclarece sobre o convênio 05/2014 de Aquisição de Ambulância UTI móvel. Assim, informamos que o Paranacidade autorizou o procedimento licitatório em 22/08/2016, haja vista que o momento era de período eleitoral, e não houve o repasse de verba financeira do estado, a abertura da licitação ocorreu então em 05/10/2016. Dados os prazos a ser respeitado, o pregão presencial Nº 82/2016 processo nº 149/2016, ocorreu em novembro, ocasionando uma suspensão a pedido de uma empresa, que solicitou informações sobre alguns itens do edital. Ressaltando ainda, que este procedimento é normal no meio licitatório.

Devido à aproximação do final de ano, não houve tempo hábil para dar continuidade ao processo. Sendo necessário a aprovação do Poder Legislativo com relação à dotação orçamentária, para retomada do processo em 2017, ao qual foi aprovada pela Câmara em 29/03/2017, conforme a Lei Nº1707/2017.

Assim sendo, conforme rege o procedimentos, foi encaminhado ao Paranacidade um novo pedido de abertura de processo licitatório em 05/05/2017, ao qual aguardamos a deliberação da concedente.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top