A Assembleia Legislativa aprovou nesta segunda-feira (18) o projeto de lei de autoria do deputado estadual Marcio Pauliki que obriga as concessionárias de serviço público de energia elétrica, como a Copel, a disponibilizar em seus sites o valor mensal repassado às prefeituras municipais referente à Contribuição de Iluminação Pública (CIP) no Paraná. 

A expectativa é que seja possível saber quanto as prefeituras arrecadaram e quando o dinheiro foi depositado na conta. Essa prática serve de ferramenta aos contribuintes e consumidores para embasar suas reclamações e representa extrema importância nos aspectos sociais e políticos em virtude da transparência pública.

Segundo Pauliki, uma das grandes necessidades de diversas cidades do Paraná é o investimento em iluminação pública. Além da transparência dos gastos públicos, aplicar recursos em iluminação pública também aumenta a sensação de segurança da população.

“Muitos não sabem que a Copel disponibiliza recursos para iluminação pública nas cidades. É preciso que as prefeituras invistam nisso, que é algo fundamental para a segurança das pessoas. Além de obrigar que os poderes municipais sejam transparentes nos seus investimentos”, ressalta o deputado. 

A lei deverá ser sancionada pelo governador Beto Richa. Após a sanção, as empresas terão 90 dias para promover as adequações necessárias.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top