José Carlos Sandrini do PHS é o novo prefeito de Piraí do Sul
 com 5.776 votos representando 40,86% da eleição.

José disputou o cargo com: Valter Mainardes do PRTB que teve 185 votos o que representa 1,31% da votação.

Maricelso Ribeiro do PDT que teve 397 votos representando 2,81% da votação.

Márcio Flávio da Silva do PMB com 2.768 votos representando 19,78 % da votação. 

Valentim Zanello Milleo do PSD com 5.009 votos representando 35,44% da votação.

Em Piraí 432 candidatos votaram brancos e 504 votaram nulo.

A eleição suplementar foi realizada depois da impugnação do candidato eleito em Outubro de 2016, Antônio El-achkar do PTB, foi por conta de uma viagem que ele fez ao Japão e China em 2009, quando era prefeito da cidade. Na ocasião ele não apresentou prestação de contas da viagem que custou R$ 19 mil, e teria sido custeada com dinheiro público.



Eleições 2017: Chico Brasileiro do PSD é o novo prefeito de Foz do Iguaçu
Juiz eleitoral detalha as etapas após a eleição suplementar para prefeito deste domingo na cidade



Chico Brasileiro do PSD é o novo prefeito de Foz do Iguaçu com 56,35% dos votos. 69.469 mil eleitores votaram no candidato.

Ele disputou a eleição com outros cinco candidatos:

Marcelino de Freitas do PT que teve 2.106 mil votos representando 1,71 % da eleição. 

Phelipe Mansur da REDE teve 38.039 mil votos o que representa 30,85% da eleição.

Tenente Coronel Janke do PTN, teve 8.801 mil votos o que representa 7,14% da eleição.

Osli machado teve 3.770 mil votos o que representa 3,06% da eleição.

Irineu Ribeiro do PV teve 1.105 mil votos o que representa 0,90% da eleição.

7.029 eleitores votaram em branco.

9.683 eleitores votaram nulo.

As novas eleições foram determinadas após a Justiça Eleitoral cassar a candidatura do ex-prefeito Paulo Mac Donald (PDT), eleito em outubro. Ele teve as contas do município de quando era prefeito reprovadas.





Adelita do Efraim (PTB) é eleita prefeita de Quatiguá
A candidata recebeu 2.777 votos, o equivalente a 56,55% dos votos válidos.


Candidata Adelita do Efraim (PTB) é a nova prefeita eleita de Quatiguá. Ela obteve 2.777 votos, o que representa 56,55% dos votos válidos. O candidato Fernando da Farmácia (PSDB) recebeu 2.134 votos, o equivalente a 43,45% dos votos válidos.

A eleição suplementar ocorreu neste domingo (2), após a Justiça Eleitoral impedir o ex-prefeito ex-prefeito Efraim Bueno de Moraes (PMDB) de assumir o cargo. Ele tentava a reeleição, mas teve a candidatura indeferida devido a duas ações de improbidade administrativa por irregularidades cometidas em 2011.

A nova prefeita assumirá o cargo no lugar do vereador Josué de Pádua Melo (PMDB), que foi alçado ao cargo de prefeito por causa da indefinição nas eleições de outubro de 2016.

Veja o resultado completo da eleição:
Adelita do Efraim (PTB): 2.777 votos (56,55% dos votos válidos)
Fernando da Farmácia (PSDB): 2.134 (43,45% dos votos válidos)
Brancos: 96
Nulos: 304
Abstenção: 1.104




Lineu Gomes é eleito prefeito de Nova Laranjeiras
Ele foi eleito com 3.283 votos representando 52,74% da votação


José Lineu Gomes do PPS foi eleito prefeito de Nova Laranjeiras com 3.283 votos o que representa 52,74% da votação. 

José disputou a eleição contra Altamiro de Cristo do PMDB, que teve 2.942 representando 47,26% da votação.

A eleição suplementar foi realizada na cidade, pois o candidato mais votado nas eleições de outubro de 2016, Eugênio Milton Bittencourt do PT, teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral após a rejeição de contas públicas. 

O Tribunal de Contas do Estado encontrou compra de medicamentos em quantidade maior do que a necessária para o município, além da não fiscalização na entrega dos remédios e notas fiscais irregulares.

Após o término da apuração, eleitores do político se reuniram para comemorar a eleição.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top