PONTE DO ARROZAL FOI ASSUNTO NA CAMARA DE VEREADORES



Na qualidade de cidadão e se intitulando um representante do povo; o engenheiro Roberto Marmo, esteve na Câmara de Vereadores de Arapoti, na sessão da ultima segunda-feira (10) na tentativa de chamar a atenção dos vereadores sobre a situação da ponte que faz a ligação entre o bairro do Arrozal e a cidade. Essa ponte é muito usada principalmente nesse período de safra, e a mais de oito meses esta danificada, devido a um dos pilares de sustentação ter se rompido e com isso os moradores dos bairros estão prejudicados.


Em entrevista ao Voz do Povo, Marmo afirmou que os moradores do bairro ficaram isolados; alunos, idosos e pessoas estão com dificuldade de se deslocarem para a cidade, se tiver um eventual compromisso, seja na saúde ou qualquer outro tipo de necessidade. Quem precisa se deslocar para Arapoti, é obrigado a fazer um desvio de aproximadamente setenta quilômetros, “existe uma senhora que a pouco passou por um cateterismo, e tem que levar seu filho até margem do rio para que ele atravesse um pontilhão, “gambiarra”, que construíram para as pessoas passar” desabafou .


Segundo Marmo, oque o deixou indignado foi quando falaram que o processo estava em licitação e ele foi rastrear na tentativa de saber o porquê da ponte não ter sido restaurada ainda e se deparou com uma “grande falácia”, mentira mesmo afirma, pois tinha o conhecimento que a obra estaria em processo de licitação, e quando procurou o setor jurídico da prefeitura o processo estava entre os últimos documentos em uma prateleira e o advogado da prefeitura não sabia do processo, foi quando buscou por varias informações inclusive documentais, pois afirmam que a obra esta em licitação “uma grande mentira, os documentos provam que a obra não esta em licitação”. Afirmou ainda que as informações relatam que a obra seria construída também pelo DER (Departamento de estrada e rodagem do Estado do Paraná), esta afirmações é desmentida pelo engenheiro que mais uma vez afirmou que o DER não tem nada haver com obras do município, o departamento de estrada estadual tem o compromisso de gerenciar as pistas no estado e não nos município, “Mais uma grande falácia (mentira)”, outro detalhe quanto a licitação, afirmou que se fosse só isso já deveria ter sido resolvido, comentou sobre a lei 8.666/93 que trata da licitação publica, em seu Art. 24. É dispensável a licitação:

IV - nos casos de emergência ou de calamidade pública, quando caracterizada urgência de atendimento de situação que possa ocasionar prejuízo ou comprometer a segurança de pessoas, obras, serviços, equipamentos e outros bens, públicos ou particulares, e somente para os bens necessários ao atendimento da situação emergencial ou calamitosa e para as parcelas de obras e serviços que possam ser concluídas no prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias consecutivos e ininterruptos, contados da ocorrência da emergência ou calamidade, vedada a prorrogação dos respectivos contratos.



“vejo sim uma calamidade, a obra já deveria estar pronta para a comunidade, a própria lei de licitação dispensa, já deveriam ter contratado alguém para fazer esta obra, independentemente de licitação”, afirmou.

Além das dificuldades das pessoas, afirmou ainda que os prejuízos ao processo de desenvolvimento econômico na agricultura também é grande; “imagine as colheitadeiras e caminhões, que durante a colheita são obrigados a fazer o desvio de setenta quilômetros, sendo que o normal é de treze quilômetros; elevando assim ainda mais os custos para o produtor nos fretes e gerando um maior desgaste dos equipamentos, “se fossem cidadãos proeminentes de destaque no município, a obra já estaria pronta, mas são apenas cidadãos Arapotienses”.


Perguntado qual seria a solução mais rápida para este problema; Marmo respondeu dizendo que emergencialmente para ter segurança, deveriam fazer uma estrutura metálica, mas reconhece que o município não tem condições financeiras para isso e o mais certo seria pedir ao DER as vigas e o município arcar com a mão de obra e o restante dos materiais.


Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO












ARAPOTI WEATHER