VEREADOR : GIOVANE MODESTO ATENDE O DIA TODO NA CÂMARA DE VEREADORES “LEGISLAR E FISCALIZAR”. CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA.


O Voz do Povo esta de olho nas situações que vem de encontro com a população, e depois de um mandato que graças a Deus acabou, onde só se via picuinhas e cada um querendo defender o seu lado sem pensar na população, hoje vemos uma câmara nova com alguns querendo aparecer mais do que merecem; mas neste meio temos o vereador Giovane Modesto que não é melhor do que ninguém, mas esta tentando cumprir seu papel e respeitando os votos que recebeu, com certeza Giovane tem defeitos, mas da maneira como esta agindo, ficando o dia todo a disposição da população na câmara, esta fazendo valer o subsidio que recebe. Se ele esta querendo só se promover, então vamos pedir a todos os vereadores que se promovam, mas façam o que ele esta tentando fazer; Giovane esta indo ao encontro da população mais carente, vai resolver todos os problemas? Não! Mas, sua atitude é muito importante neste momento difícil pelo qual nosso país esta passando.
Diante disso realizamos uma entrevista com o vereador. Confira na integra o que ele disse a nossa redação:


VP -   O que te levou a ingressar na vida Publica?
Giovane – Bem eu nasci na politica, sou filho do Zé Modesto que foi vereador, sou afiliado do seu Emiliano Carneiro Ex-prefeito com muito orgulho. Quando tinha sete anos ganhei uma bala do senhor Dirceu Novochado e aquilo me marcou muito, e a partir daquele dia conheci muitos grandes políticos como o ex-prefeito Luiz Fernando de Masi, Homar Negrão entre outros. Para entrar na politica fui convidado pelo Homar Negrão, antes porem tive a honra de conhecer o senhor Marco Antônio Dorigon, que me deu muitas oportunidades na politica e sempre pensar no próximo.

VP -  O que é ser vereador pra você?
Giovane – Ser vereador para mim é muito importante, pois legislar e ajudar o próximo é uma missão muito gratificante e de muita responsabilidade.

VP - Em seu ponto de vista quais são as principais funções de um vereador?
Giovane – Legislar, fiscalizar, e apresentar projetos em prol da comunidade, pois sou nascido e criado em Arapoti, mais especificamente na Fabrica de Papel (Fabrica-Mãe) no Bairro da Palmeirinha e por isso quero o melhor para nossa cidade.

VP - Quais as dificuldades que você vem encontrando neste inicio de trabalho como vereador?
Giovane – Quando trabalhava na INPACEL se alguém precisava de um carro, ônibus ou qualquer tipo de ajuda para a educação, ajudávamos em parceria com o senhor Marco Dorigon, e com isso ajudamos muitas pessoas, inclusive fizemos socorros com as ambulâncias e com o pessoal do corpo de bombeiros, hoje sinto falta desta parceria.

VP - Quais são os problemas que mais tem chegado a você através da população?
Giovane – São muitos; falta de emprego, saúde, moradia, segurança, cirurgias, ônibus rural, demora de exames, alimentação, mas o grande problema é que se cada cidadão arapotiense desse sua parcela de contribuição, não haveria tantas dificuldades a serem enfrentadas.

VP - Você vem recebendo elogios por estar em tempo integral na câmara, como vê isso?
Giovane – Eu aprendi desde cedo isso, pois meu pai como vereador também ficava na câmara, mas somente eu fico, o Lelo está sempre, Divair, Ricardo, Zildinei, Victor, Jean, hoje oque importa é que todos com o apoio do presidente e o diretor geral Sr. Antônio Carlos e todos os funcionários estão unidos por um só projeto e atender todos com disposição e clareza.

VP - No sua visão quantas horas o vereador tem pra trabalhar para o povo?
Giovane – É muito relativo, por exemplo temos comissões trabalhando diuturnamente, reuniões, projetos, então cada vereador tem a sua atribuição, alguns tem escritório e trabalham neles, alguns fiscalizam.

VP - Você já recebeu criticas por estar na câmara o dia todo?
Giovane – Já, mas ai que você conhece os grandes lideres, o Lelo falou pra mim atender na sala dele, e tive apoio dos vereadores, mas sentar na minha cadeira de parlamentar ia ajudar do mesmo jeito, recebi 500 votos e fui o 4° mais votado entre os 115 candidatos, mas eu vou trabalhar pelos 27 mil habitantes e isso de atender na câmara incomoda os que não atendem.

VP - Tem algum projeto que queira destacar?
Giovane – Tenho vários, mas hoje o principal foco é o emprego, a saúde e a segurança pública. Mas em minha opinião quando o vereador ou prefeito ganha a eleição deveria assumir imediatamente, pois se perdem pelo menos 4 meses por ano em transição, recesso e férias. Tem de legislar o tempo todo, pois a politica faz parte da nossa vida o tempo todo.

VP - Como é a sua situação com o prefeito?
Giovane – Ótima, o Braz é um administrador e esta sendo mais acessível e tem varias pessoas ao seu lado que estão ajudando a administrar bem o município, e o que nos deixa contentes é que esta estreitando o relacionamento com a câmara.

VP - Giovane, agora deixa um relato de tudo que você pretende fazer pela população de Arapoti; sem promessas apenas aquilo que você sonha em melhorar na vida da população.
Giovane – Sonhar, agora é hora de fiscalizar tudo oque você e os outros 27 mil habitantes queiram que aconteça, é meu sonho e vamos trabalhar para isso. Acontece que os detentores de altos patrimônios não participam com a comunidade, holandeses empresários, grandes produtores, grupos econômicos. Eles têm que parar de ditar quem é prefeito ou vereador, isso é brincar com o povo e a população esta acordando, chega dos sem votos chegar ao poder. A próxima disputa 2020 vai ser diferente, pois hoje a única coisa que funciona é a justiça e ela está ai pra fiscalizar, vamos pensar em uma Arapoti melhor para todos. Muito obrigado, Deus abençoe e boa sorte.

Apos a entrevista Giovane com seu jeito calmo, mas de quem tem um objetivo a seguir nos mostrou esta carteira (Crachá) de identificação da Câmara Municipal de Arapoti.



Segundo Giovane nos próximos dias ele estará iniciando um projeto de fiscalizar os veículos da saúde em Arapoti, pois compra-se carros, ambulâncias, onibus e na hora que a população necessita é uma dificuldade. Sem avisar Giovane estará pegando carona no ônibus da saúde ou em carros da mesma secretaria no intuito de fiscalizar e principalmente conhecer as dificuldades de quem precisa levantar de madrugada para uma consulta ou fazer um exame em Ponta Grossa, Campo Largo ou Curitiba.

Além disso estará conferindo a real necessidade das pessoas que vão de carro da saúde, pois muitas vezes a mesma pessoa é levada varias vezes de carro para consulta, enquanto outras com problemas relativamente maiores são obrigadas a ir de ônibus, passando o dia inteiro aguardando a consulta ou consulta de manhã e tem que ficar o dia inteiro aguardando à hora do ônibus, algumas mães com criança e na maioria das vezes sem dinheiro para a alimentação.  Como disse Giovane "Ninguém esta afirmando que tem coisa errada, mas vou fiscalizar; e isso é minha obrigação".






Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO











ARAPOTI WEATHER