O programa “Voz do Povo”, que acontece aos sábados das 10 Horas ao Meio-dia pela Rádio Atrativa, é um relato de todas as notícias que foram destaques durante a semana.


Linha Verde: Esta semana formos informados de uma construção na Linha Verde, fundos de uma loja, nossa equipe se deslocou até o local e constatou o fato, uma construção provavelmente para estacionamento ou guarda de veículos adentrou na linha verde chegando próximo ao asfalto onde diversas pessoas caminham por ela na tentativa de ter boa saúde. A população estranhou tal obra, que desde o inicio de sua realização atrapalhou os atletas ou as pessoas que usam o local no dia a dia. Além disso, como podemos ver nas fotos os restos de construção foram jogadas na linha verde fazendo uma entrada para veículos, deixando uma péssima imagem no local; como se já não bastasse  mato alto que margeia toda a linha.


A reportagem procurou o secretário de Meio Ambiente, Jeovane Varella, para questionar a situação o mesmo disse que a empresa será notificada; e o mais importante disso é que se resolva a situação, pois se deixar um fazer entrada de veículos cruzando a linha Verde; Todos os proprietários de imóveis que margeiam a linha também terão o mesmo direito em fazer garagem no fundo de seu comércios ou de casa e usar a linha verde com rua. O direito de um é valido para todos, e desta forma perderemos de vez a nossa linha verde, tão bela e maltratada pela a ação do “homem”. Será necessário uma ação mais severa da Secretaria de Meio Ambiente e do setor de obras da Prefeitura. Vamos ficar de olho e acompanhar o desfecho dessa historia. 


Audiência Pública: A audiência pública que aconteceu nesta sexta-feira às 19 horas na câmara municipal foi um sucesso de público e tudo transcorreu como manda o figurino; com quase todos falando a mesma língua. Esteve presente o Deputado estadual Requião Filho, o Deputado Paulo Litro, comando da Policia Militar, Dr. Eduardo Henrique Germano Promotor de Justiça, Vice-Prefeita Nerilda Penna representando o Prefeito que tinha outros compromissos; vereadores, representantes do comercio, entidades e associações de Bairros, Conselho Tutelar, CMDCA e a população em geral. A maioria disse que a situação é grave, mas se os órgãos públicos se unirem com a população a situação pode ser melhorada no primeiro momento e resolvida em longo prazo. Cada um que teve a palavra expôs seu ponto de vista e deu sua opinião. E em uma coisa todos foram unanimes; não adianta só culpar o Governador, prefeito e vereadores se a sociedade não tiver sua parcela de contribuição. A sociedade precisa participar ativamente das decisões. Ninguém nasce bandido; as situações do dia a dia que fazem crianças e adolescentes seguirem esse caminho.


Arroio Burrinho: Esta notícia do arroio do Bairro Burrinho, foi postada pelo Sr. José Mario, no Facebook, e a pergunta que não se cala e o porquê da obra no arroio, se tem algum projeto de recuperação deste córrego, ou será simplesmente aterrado. Vamos reativar a memória do povo sobre o corte de uma paineira centenária; e que segundo informações naquele local será construído residências, em fim só estamos aqui perguntando o porquê desta obra, se é para melhoria da vida dos moradores, fizemos a mesma pergunta para a secretaria de meio ambiente e até o momento não nos foi repassado uma resposta convincente. 


Patrulha Escolar: Dois Soldados da Policia Militar estiveram presentes na Audiência Publica sobre Segurança, e os comandantes falaram dos trabalhos que eles irão realizar nas escolas em Arapoti, esclareceram também que farão o mesmo trabalho nas escolas em Jaguariaíva, pois os trabalhos serão divididos entre as duas cidades. O Governador Beto Richa, enviou através do comando da polícia militar de Ponta Grossa, uma viatura, mas como sempre com problemas no motor, mas as duas prefeituras das cidades recuperaram esta viatura e na segunda-feira (20) será a entrega oficial aos policiais para que possam realizar seu trabalho na patrulha escolar. Mas Arapoti já se acostumou com este tipo de tratamento do governo.


A Patrulha Escolar é a união da comunidade escolar com a polícia para reduzir a violência e a criminalidade nas escolas e nas suas proximidades. Seu objetivo principal é a PREVENÇÃO, e supletivamente a repressão aos crimes e atos infracionais. Ela assessora a comunidade escolar a encontrar os caminhos da segurança através de trabalhos de reflexão, palestras e organização para a ação. O policiamento nas escolas passa a contar com policiais militares especialmente capacitados, que conhecendo a realidade da comunidade escolar, buscam medidas que minimizem a ação de criminosos nas escolas e proximidades. O projeto se divide em cinco fases.

• Na primeira há a avaliação das instalações do estabelecimento de ensino quanto à segurança que este proporciona ou não, com sugestões de aprimoramento e adaptações, sendo então expedido um laudo. 

• Num segundo momento há a coleta de informações para formação de um diagnóstico e estabelecimento de metas a serem adotadas a curto, médio e longo prazo.

• Com base neste diagnóstico, na terceira etapa, caberá à administração e comunidade escolar a concretização das ideias, a tomada de providências e as mudanças de procedimentos. A quarta fase é chamada etapa das palestras, com a participação de pais, alunos, professores e funcionários da escola, visando a conscientização e conhecimento que lhes possibilitem as mudanças estratégicas.

• Na etapa derradeira é elaborado o plano de segurança, formado por uma comissão de representantes de cada segmento da comunidade escolar e Polícia Militar, onde são registradas todas as evoluções havidas no grupo, bem como as regras a serem seguidas a partir de então, visando o aumento da segurança.

• O programa Patrulha Escolar Comunitária, que aproxima o policial da comunidade escolar melhorando a segurança de todos, já atende todas as 2.107 escolas estaduais das 399 cidades do Paraná.


Falta de Medicamentos: Uma ouvinte fez esta reclamação, disse que está faltando medicamentos “controlados”, que já procurou a farmácia municipal e disseram que não tinha tal medicamento. Se o remédio é para controlar a doença não se pode falta em hipótese alguma, é a vida dos Arapotienses que está em jogo e deveria ter atenção especial com estes medicamentos pois a sua falta prejudicaria a saúde da população.


Seja um parceiro da RADIO ATRATIVA, enviem noticias, informações, façam denuncias, reclamações e mandem fotos pelo Whatsapp da radio (43) 9 9914.0404 fiquem ligados uma ATRATIVA... 24 horas junto com você, muita música e notícias de hora em hora. 

ATRATIVA A “RÁDIO QUE TOCA VOCÊ”.
Reações:

Postar um comentário

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top