A cotação da arroba do boi gordo registra alta de 0,39 por cento nesta terça-feira (14), negociada a 145 reais e 49 centavos no estado de São Paulo. Em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, a arroba é comercializada a 133 reais à vista; no norte do Mato Grosso, o preço é 124 reais. Em Barretos, em São Paulo, o preço é 146 reais.

O preço do quilo do frango congelado teve alta de 1,62 por cento estado de São Paulo, comercializado a três reais e 77 centavos. Já o frango resfriado teve alta de 2,48 por cento, vendido a três reais e 72 centavos.

O preço no atacado da carcaça suína especial não registrou variação em São Paulo, comercializada a sete reais e 78 centavos. Em Minas Gerais, o preço do quilo do suíno vivo também não teve variação, vendido à vista a quatro reais e 98 centavos. Já no Paraná, o preço do suíno vivo teve alta de 2,56 por cento, comercializado à vista por quatro reais e 40 centavos. 

A saca de 60 quilos do café arábica registra queda de 0,50 por cento nesta terça-feira (14) e é negociada a 509 reais e 94 centavos na cidade de São Paulo. A saca de 60 quilos do café robusta tipo seis teve alta de 0,59 por cento, com preço à vista de 458 reais e 97 centavos, para retirada no Espírito Santo.

O preço do açúcar cristal teve queda de 0,22 por cento no estado de São Paulo, onde a saca de 50 quilos é vendida a 83 reais e 36 centavos. Em Santos, no litoral paulista, o preço do açúcar teve alta de 0,71 por cento e a saca de 50 quilos é comercializada a 81 reais e 81 centavos.

No mercado financeiro, a saca de 60 quilos do milho teve queda de 0,08 por cento, comercializada a 36 reais e 54 centavos. Em Campinas, a saca do milho registrou queda de 0,17 por cento, vendida a 35 reais e 98 centavos. Em Barreiras, na Bahia, o preço de compra é 39 reais e 25 centavos; em Cascavel, no Paraná, o preço vai para 30 reais. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o preço é 26 reais e 50 centavos. Os valores são do Canal Rural e Cepea.

Reportagem, Bruna Goularte
Reações:

Postar um comentário

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top