As casas do Programa Minha Casa Minha Vida – Sub 50, construídas próximas a Vila Santo Antônio, em parceria com os Governos Federal, Estadual e Municipal tem por objetivo apoiar estados e municípios no desenvolvimento de ações integradas e articuladas que facilitem o acesso à moradia digna, em áreas urbanas, voltadas ao atendimento de beneficiários com renda bruta familiar até R$ 1.600, em municípios com população até 50 mil habitantes. 

Este projeto em Arapoti está dando uma tremenda dor de cabeça aos gestores Estadual e Municipal, é que após estarem semiconstruídas pelo Governo do Estado do Paraná através da Secretaria de Habilitação a COHAPAR, que não conseguiu terminar o projeto e em consequência disso também não entregaram às chaves dos imóveis a prefeitura para serem entregues aos contemplados. 

Diante desta demora algumas famílias em uma tentativa de “fugir” do aluguel “invadiram” mesmo sem estarem cadastrados na companhia de habitação, os invasores ficaram por um período até que a COHAPAR através de uma ação judicial fez com que todos saíssem das casas.


Um dos motivos da invasão segundo os próprios invasores é que o local estava sendo destruído por “pessoas desocupadas”, e vendo a situação caótica das casas invadiram pela situação difícil de ter que pagar aluguel muitas vezes sem ter trabalho, e outra coisa que não da para entender mesmo, é o abandono pela COHAPAR, prefeitura e pelos próprios contemplados.

Vejam o relato de uma moradora que foi obrigada a sair:
Essas fotos e a cs k eu morava com os meu filhos tirarao nos da cs ora joga juntos com os otros pra cd fica nessa situacao muito triste sabe que o teto que protejia eu e meus filho ta nessa situacao muita vergonha isso eu tava cuidando calfine arrumei muitas coisas la pra agora agora ta nessa situacao.

Como e eu morro de favor e e muito lamentavel ver a cs que podia serda gente wuando tava la tava ficando tudo arrumado ninguem das 22 familhas si negava paga uma mensalidade nao queriamos de gracad agira por que somos pobres is ricos que passa por cima da gente



Enfim as casas foram devolvidas para a COHAPAR e parecia que tudo estava resolvido, parecia... Mas não é bem isso que aconteceu, logo após a reintegração de posse pela companhia de habitação, a coisa ficou pior, pois os reparos feitos pelos invasores estão sendo depredados por vândalos e desocupados e mais uma vez para a tristeza de todos as casas estão no abandono.

Fica aqui uma pergunta? Ninguém vai fazer nada? Governo do Estado, Prefeitura, contemplados, vereadores, justiça? Fato mesmo é que as casas estão abandonadas e isso é real; o que é “fantasia” é a esperança de que tudo isso se resolva, para que os contemplados entrem as suas casas e esta novela acabe com um final feliz. 

Mas pelo o que se vê, a situação está longe do fim,  as casas estão do mesmo jeito, abandonadas e o dinheiro dos impostos sendo geridos desta maneira. Lamentável!







Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top