A festa em comemoração aos 61 anos de nossa cidade sem duvidas foi diferente, tivemos a intitulada “casa do Papai Noel”, onde varias crianças com o seu pequenino sonho, em se aproximar do bom velhinho foi realizado, em partes, pois assim que se iniciou a festa do Peão de Boiadeiro o parque foi fechado e o sonho da criançada acabou. Junto com a festa veio o parque de diversão que na verdade desta vez não divertiu muito a criançada, pois ficou dentro do recinto da festa e para ter acesso ao parque era preciso pagar ingresso ( Um pai com a esposa e um filho nos relatou no domingo (18) da dificuldade, pois para que seu filho tivesse a oportunidade de usar mais vezes os brinquedos ele pagou o ingresso e a esposa ficou do lado de fora), triste isso, Sem parque do Papai Noel e sem Parque de diversões. A festa com apresentações de artistas com pouco conhecimento no meio sertanejo ficou meio capenga, em compensação as montarias em touros fizeram os corações bater mais forte; em fim acabou a festa e desta vez o povo teve que pagar ingresso, barato ou caro, mas teve que pagar, e segundo as primeiras informações o lucro foi pequeno mas pelo menos não deu prejuízo. Foram-se os sonhos, alegrias,  lagrimas, e o que ficou na memória do povo foi uma festa que não deixou saudades, agora que venha o Natal e o ano novo.


Com a chegada do ano novo quais seriam os desafios para 2017? o que fazer já no começo de Janeiro, logo após os parentes seguirem seus rumos? Depois das festas, seria bom que todos, fizesse um bom planejamento, seja ele domestico ou profissional, uma carreira nova, visando um equilíbrio financeiro, talvez uma faculdade, ou voltar a estudar, um namorado (a) novo, uma vida nova, cheia de esperança. Esperança será sem duvidas a palavra-chave para 2017, que segundo, especialistas econômicos será mais um ANO DIFÍCIL, para os brasileiros.


Voltando os olhares para nossa cidade, por exemplo, na Câmara de vereadores, que sera quase toda renovada e devera sim mostrar muito trabalho e esperamos que desta vez sem as famosas “picuinhas” políticas, sem as “briguinhas” com o prefeito, e olhando realmente para o povo mais necessitado de nossa cidade, elaborando leis que ajudem a nossa comunidade, e que entendam que as discussões “evasivas” não levam a nada, prejudicando ainda mais o povo de Arapoti.


Quanto ao prefeito terá um ano de desafios, pois neste novo mandato não terá a velha desculpa de que herdou dividas da administração anterior e obras importantes terão que acontecer; o termino do contorno sul, a tão importante obra da escola do Aratinga, a transformação da antiga escola em creche também no Aratinga, revitalização da praça da Matriz da Paroquia de São João Batista, a linha Azul que já virou piada nas redes sociais, recapeamento de vaias ruas que mais parecem estradas de sitio de tanto buraco e asfaltamento de outras que há muito tempo é um pedido da população e varias outras obras para melhorar a vida do povo.


Esperar e ter confiança nos “Pessoas públicas”, para que melhorem a nossa saúde, que na verdade não é dinheiro, precisa é que atendam bem as pessoas, vejam e ajudem no que for preciso para amenizar a dor de cada um, que elaborem projetos para atender todos indiscriminadamente, pensando sempre no bem comum do nosso povo.


É bom viver aqui, mas todos queremos ver uma Arapoti, mais organizada, planejada na Infraestrutura, atendimento na saúde mais humanizado, boas escolas com uma boa merenda, bons profissionais para atender as necessidades da população.


Que venha 2017, iremos trabalhar ainda mais, buscando as noticias relevantes e denunciando as injustiças, com o propósito de estar bem juntinho do povo, pois nos somos a VOZ DO POVO EM ARAPOTI, muitas vezes não publicamos as reivindicações, pois na maioria dos casos o assunto é resolvido antes.
Reações:

Postar um comentário

 
Top