Prefeitura de Beltrão e a Via Encosta fizeram os primeiros testes do produto em trechos de estradas rurais


Um dia de campo mostrou a produtores rurais e representantes de municípios da região uma nova alternativa para melhorar a conservação e durabilidade de estradas rurais. O estabilizador de solo é um produto inovador – no Brasil, utilizado somente no Nordeste – e permite criar uma camada bastante sólida que impermeabiliza a via, evitando poeira em dias secos, lama com a chuva e barateando significativamente o custo de manutenção das estradas.

“A via é preparada, o produto, em sua forma líquida aplicado e depois do período de cura, quando isso tudo seca, não volta ao seu estado de origem. Cria uma liga no solo que faz com que seu resultado se assemelhe a pavimentação em termos de conforto, suporte de carga e durabilidade, mas claro, mais barato”, explica o engenheiro Wellington Martins, da Via Encosta. A empresa que trabalha na área de soluções ambientais foi convidada pela Prefeitura de Francisco Beltrão para fazes testes em trechos de estradas do município para avaliar a eficácia do estabilizador.

Os primeiros resultados foram apresentados nesta sexta-feira (22), em um dia de campo que na comunidade de Rio do Mato. Diferentes formas de preparação do solo e variações do estabilizador foram aplicados em dois trechos de estrada. Esta foi a primeira vez que o produto foi utilizado fora do Nordeste, onde a Via Encosta começou a importá-lo e aplicar em encostas com risco de deslizamento.

Dependendo da eficácia, o estabilizador pode se tornar uma boa alternativa para as estradas rurais da região, segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Nelcir Basso. “A gente sempre procura formas mais baratas e eficientes para fazer as coisas, principalmente na questão de estradas. Hoje nós temos um custo alto para manter as vias rurais e estamos começando a sofrer com a falta de cascalho em algumas comunidades, por isso torcemos para que essa novidade dê certo e se torne uma realidade a médio prazo para nossas estradas”, afirma Basso.

Atualmente, o interior de Francisco Beltrão possui 3.890 km de vias, segundo apontou recente mapeamento realizado pelo Município. Além da agilidade na aplicação se comparada a pavimentação, o estabilizador de solo também é mais barato que calçamento e chega a custar 20% do valor do asfaltamento.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top