A relação homem e animal na maioria das vezes tem uma boa sintonia, os cães, por exemplo, realmente são dóceis e carinhosos com a gente, brincalhões e fazem a festa na casa, mas quanto se trata de animais bravios, a literatura nos mostra que devemos tomar todos os cuidados possíveis, neste caso a raça Pit Bull, (Pit Bull, ou Pitbull, é uma abreviação de American pit Bull terrier, uma raça canina de origem norte-americana). Originalmente criado para o combate, o Pit Bull destaca-se atualmente como um cão atleta e cão de caça. O Pit Bull descende do Bull-and-Terrier, cães que eram fruto do cruzamento direto entre o Antigo Bulldog e antigos terriers ingleses. No Brasil ele chegou com poucos amigos, tem criadouros que os treinam para o combate mesmo, fazendo as chamadas (brigas de Pit Bull).

Em Arapoti aconteceu o que muitas pessoas temem nesta tarde um cão desta raça, escapou e causou uma verdadeira correria, não foi muito longe, mas quando viu um cão de outra raça atacou, o coitado do cãozinho tentou se esconder entrando em uma residência, mas o Pit-Bull o perseguiu e o encurralou na lavanderia da casa invadida. Começou a atacar a cachorrinha, os moradores acionaram a defesa civil que logo acionou a Policia Militar que nada podia fazer, Com muito custo os agentes da Defesa Civil realizaram o trabalho de imobilizar o animal.

Aí a confusão ficou maior ainda; pois veio a questão... Oque fazer com o animal? Ao mesmo tempo em que o Chefe de Gabinete Edilson Corsine se deslocava com a veterinária da prefeitura para cumprir uma “suposta” (moradores que passaram a informação) ordem do Ministério Publico para sacrificar o animal; o dono do cão chegou e não permitiu que a ordem fosse cumprida. 

E o medo dos vizinhos de que este monstro consiga escapar e volte a atacar, na próxima vez pode ser uma criança, um idoso ou outra pessoa qualquer. Quantas tragédias já foram mostradas na televisão; se procurarmos na internet encontrarão vários casos de tragédias anunciadas e por teimosia de alguns, inocentes pagaram com a vida.


A dificuldade para a equipe da Defesa Civil para imobilizar o animal


 A situação em que ficou a casa onde os cães invadiram






Reações:

Postar um comentário

 
Top