Dirigir acima dos limites de velocidade é a infração de trânsito mais cometida pelos paranaenses, dentro e fora do Estado. Só nos primeiros quatro meses do ano, foram 529 mil penalidades registradas por este motivo. Os dados são do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), que aborda o tema nas atividades da campanha “31 dias para mudar o trânsito”, parte das ações do Maio Amarelo. 

De acordo com o Detran, 80% das infrações (428 mil) foram cometidas por motoristas que dirigiam em velocidade até 20% superior ao indicado na via. Ou seja, em trechos em que o permitido era transitar a 60 km/h, o condutor estava acima dos 72 km/h. 

“Para o motorista parece pouco, ele pensa que nem está correndo tanto, então não tem problema. Mas, não é assim. Com uma velocidade maior ele não consegue frear a tempo, fazer uma curva com segurança ou ter a visibilidade necessária. A velocidade indicada para a via leva em consideração todos estes aspectos”, lembra o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. 

AVANÇOS - Nos últimos três anos, o Paraná registrou uma pequena queda, de 5,3%, no número de infrações por excesso de velocidade. Em 2013 foram registrados 702.288 autos com este motivo, em 2014 foram 700.671 e em no ano passado somaram 665.100 infrações.

“A severidade na fiscalização, o investimento dos municípios em radares e aumento dos valores das multas estão entre os fatores que contribuíram, esperamos que o aumento da conscientização também”, explica Traad.

MUNICÍPIOS - Dos seis municípios que mais registraram infrações por excesso de velocidade em 2015, quatro apresentaram queda no período: Curitiba (-0,90%), Maringá (-19,62%), Cascavel (-12,18%) e Londrina (-4,44%). Em contrapartida, dois tiveram aumento: Foz do Iguaçu 47,11% e Ponta Grossa 2,91%.

PENALIDADE - De acordo com Artigo 218 do Código de Transito Brasileiro (CTB), quanto maior for a velocidade superior na via, mais grave será a penalidade. Dirigir acima da máxima em até 20% é infração média (R$ 85,13) e gera quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Se a velocidade for superior à máxima em mais de 20% até 50%, a infração é considerada grave (R$ 127,69), com 5 pontos. E se for superior à máxima em mais de 50%, a infração além de ser gravíssima (R$191,54) gera sete pontos, pode ser multiplicada por 3 e ainda causar uma suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão do documento de habilitação.

CAMPANHA - O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) criou uma estratégia diferente para chamar a atenção para a prevenção de acidentes e redução do número de vítimas no trânsito. Como parte das ações do movimento Maio Amarelo, a autarquia criou 31 pequenas campanhas publicitárias, com duração de um dia cada uma, sobre atitudes que podem fazer a diferença.

Os vídeos mostram depoimentos baseados em fatos reais e serão exibidos, um por dia, no site www.detran.pr.gov.br/maioamarelo e nas redes sociais do Detran.
Reações:

Postar um comentário

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do VOZ DO POVO. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O VOZ DO POVO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

 
Top