Dirigir acima dos limites de velocidade é a infração de trânsito mais cometida pelos paranaenses, dentro e fora do Estado. Só nos primeiros quatro meses do ano, foram 529 mil penalidades registradas por este motivo. Os dados são do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), que aborda o tema nas atividades da campanha “31 dias para mudar o trânsito”, parte das ações do Maio Amarelo. 

De acordo com o Detran, 80% das infrações (428 mil) foram cometidas por motoristas que dirigiam em velocidade até 20% superior ao indicado na via. Ou seja, em trechos em que o permitido era transitar a 60 km/h, o condutor estava acima dos 72 km/h. 

“Para o motorista parece pouco, ele pensa que nem está correndo tanto, então não tem problema. Mas, não é assim. Com uma velocidade maior ele não consegue frear a tempo, fazer uma curva com segurança ou ter a visibilidade necessária. A velocidade indicada para a via leva em consideração todos estes aspectos”, lembra o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. 

AVANÇOS - Nos últimos três anos, o Paraná registrou uma pequena queda, de 5,3%, no número de infrações por excesso de velocidade. Em 2013 foram registrados 702.288 autos com este motivo, em 2014 foram 700.671 e em no ano passado somaram 665.100 infrações.

“A severidade na fiscalização, o investimento dos municípios em radares e aumento dos valores das multas estão entre os fatores que contribuíram, esperamos que o aumento da conscientização também”, explica Traad.

MUNICÍPIOS - Dos seis municípios que mais registraram infrações por excesso de velocidade em 2015, quatro apresentaram queda no período: Curitiba (-0,90%), Maringá (-19,62%), Cascavel (-12,18%) e Londrina (-4,44%). Em contrapartida, dois tiveram aumento: Foz do Iguaçu 47,11% e Ponta Grossa 2,91%.

PENALIDADE - De acordo com Artigo 218 do Código de Transito Brasileiro (CTB), quanto maior for a velocidade superior na via, mais grave será a penalidade. Dirigir acima da máxima em até 20% é infração média (R$ 85,13) e gera quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Se a velocidade for superior à máxima em mais de 20% até 50%, a infração é considerada grave (R$ 127,69), com 5 pontos. E se for superior à máxima em mais de 50%, a infração além de ser gravíssima (R$191,54) gera sete pontos, pode ser multiplicada por 3 e ainda causar uma suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão do documento de habilitação.

CAMPANHA - O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) criou uma estratégia diferente para chamar a atenção para a prevenção de acidentes e redução do número de vítimas no trânsito. Como parte das ações do movimento Maio Amarelo, a autarquia criou 31 pequenas campanhas publicitárias, com duração de um dia cada uma, sobre atitudes que podem fazer a diferença.

Os vídeos mostram depoimentos baseados em fatos reais e serão exibidos, um por dia, no site www.detran.pr.gov.br/maioamarelo e nas redes sociais do Detran.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top