BRASIL: Dilma recua e não menciona "golpe" em discurso na ONU.

A presidente Dilma Rousseff participou, nesta sexta-feira, de cerimônia de assinatura do acordo mundial sobre mudanças climáticas, na sede a Organização das Nações Unidas, nos Estados Unidos. 150 países devem assinar o acordo que prevê a redução de emissão de gases poluentes como forma de diminuir o aumento da temperatura do planeta. Em seu discurso, a presidente lembrou que as medidas aprovadas na ONU vão necessitar de empenho de todos os países para levar o planeta rumo ao desenvolvimento sustentável. 

“O caminho que teremos de percorrer agora será ainda mais desafiador. Transformar nossas ambiciosas aspirações em resultados concretos. Realizar os compromissos que assumimos irá exigir ação convergente de todos nós, rumo a uma vida e a uma economia menos dependente de combustíveis fósseis”. 

Sobre a crise política que o Brasil enfrenta e, em especial o processo de impeachment em tramitação no Congresso Nacional, a presidente Dilma disse apenas que a população brasileira tem apreço pela liberdade e que vai saber vencer qualquer tentativa de retrocesso. A presidente não citou o termo “golpe” nem “impeachment” em sua fala.

“Não posso terminar minhas palavras sem mencionar o grave momento que vive o Brasil. A despeito disso, quero dizer que o Brasil é um grande país, uma sociedade que soube vencer o autoritarismo e construir uma pujante Democracia. Nosso povo é um povo trabalhador e com grande apreço pela Liberdade. Saberá, não tenho dúvidas, impedir quaisquer retrocesso”. 
O discurso da presidente Dilma Rousseff causou expectativa no país, já que, havia a possibilidade dela usar o plenário da ONU para denunciar ao mundo o que ela chama de Golpe de Estado, ou seja, o processo de impeachment. A possibilidade do uso da ONU para a “defesa” da petista levantou críticas no Congresso e no Supremo Tribunal Federal. O decano da Corte, ministro Celso de Mello, chegou a dizer que, se a presidente insistisse em anunciar na ONU um golpe de Estado no Brasil, ela estaria cometendo um grande equívoco. O retorno de Dilma ao Brasil está marcado ainda para esta sexta-feira.

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO












ARAPOTI WEATHER