Quatro pessoas, entre elas uma advogada e um fisioterapeuta, são alvos de uma operação deflagrada na manhã desta quinta-feira (31) pela Delegacia de Furtos e Roubos, da Polícia Civil do Paraná. A operação tem como objetivo cumprir quatro mandados de prisão e três de busca e apreensão. A ação policial acontece em Curitiba, na região metropolitana e na cidade de Guarapuava. 

A polícia apura a atuação de uma quadrilha num esquema de fraude no Seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículo Automotor) - cujo valor total varia de R$ 2.700 (caso de despesas médicas) a R$ 13.500 (casos de invalidez ou morte). 

De acordo com o delegado Matheus Laiola, titular da Delegacia de Furtos e Roubos, os pacientes e funcionários de hospitais são abordados por integrantes desta quadrilha para obter documentação sigilosa necessária para dar entrada com o pedido de indenização. Parte do valor recebido ficava com a quadrilha. 

Os envolvidos irão responder pelos crimes de associação criminosa, prática dos crimes de estelionato, falsidade documental e crime contra a relação de consumo, se condenados, poderão pegar até 18 anos de prisão.


Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top