Quatro pessoas, entre elas uma advogada e um fisioterapeuta, são alvos de uma operação deflagrada na manhã desta quinta-feira (31) pela Delegacia de Furtos e Roubos, da Polícia Civil do Paraná. A operação tem como objetivo cumprir quatro mandados de prisão e três de busca e apreensão. A ação policial acontece em Curitiba, na região metropolitana e na cidade de Guarapuava. 

A polícia apura a atuação de uma quadrilha num esquema de fraude no Seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículo Automotor) - cujo valor total varia de R$ 2.700 (caso de despesas médicas) a R$ 13.500 (casos de invalidez ou morte). 

De acordo com o delegado Matheus Laiola, titular da Delegacia de Furtos e Roubos, os pacientes e funcionários de hospitais são abordados por integrantes desta quadrilha para obter documentação sigilosa necessária para dar entrada com o pedido de indenização. Parte do valor recebido ficava com a quadrilha. 

Os envolvidos irão responder pelos crimes de associação criminosa, prática dos crimes de estelionato, falsidade documental e crime contra a relação de consumo, se condenados, poderão pegar até 18 anos de prisão.


Reações:

Postar um comentário

 
Top