A situação não é nova e sempre existiu, mas o que não da para entender é que mesmo com a lei “Maria da Penha” e todas as campanhas que são feitas na TV, Radio ou nas Redes Sociais a situação continua acontecendo e com frequência.

Neste final de semana não foi diferente e aconteceu varias agressão à mulher, talvez por o elevado consumo de bebida alcoólica; o problema é que os casos de agressões vêm acontecendo e algo precisa ser feito.


Vejam este caso que aconteceu na Rua Jose Milton Guimaraes, Vila Santo Antônio, onde a solicitante informou para a equipe policial que seu ex-convivente esteve no sábado em sua residência e começou a provocar o seu pai, e quando a filha tentou defender o pai, o ex a empurrou fazendo com que caísse não respeitando nem o bebe que estava em seu colo, logo após o individuo saiu do local. Já no domingo seu ex-convivente novamente voltou e muito exaltado começou a ofender a solicitante seus filhos e vizinhos, além de ameaçar a solicitante que ainda se encontra no período dieta pós-parto. A Policia Militar encaminhou a solicitante ate o Hospital Municipal para atendimento médico e após ambos ate a delegacia de policia civil para as demais providências.


Já em outro caso no inicio da noite por volta das 19H45MIN a Policia Militar deslocou ate o bairro Vila Nova, onde segundo informações estava acontecendo mais um caso de agressão à mulher; a solicitante informou que estava sendo agredida por seu convivente. No local a equipe policial abordou o individuo e o conduziu ambos ate a delegacia de policia civil. Já na delegacia o agressor se deu mal, pois em consulta ao sistema, constatou que o mesmo possuía um mandado de prisão em aberto. A mulher foi orientada e o individuo preso.



Vejam que a situação não se restringe a Arapoti, em Salto do Itararé Por volta das 20h43min segundo informações um indivíduo estava agredindo sua esposa. A Policia Militar foi até o local e entrou em contato com a vítima, que passou a relatar que seu amásio a agrediu com um tapa em seu rosto, ela também disse sofrer agressões quase diariamente e que seu convivente ao ver a aproximação da viatura policial, saiu correndo em direção ao rio itararé. A mulher foi devidamente orientada de seus direitos pelos policiais, e posteriormente fizeram patrulhamento pelas imediações com intuito de localizar o suspeito, porém o individuo não foi encontrado.

Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top