SAÚDE: 23,8 milhões de imóveis já foram vistoriados em combate contra aedes aegypt, no Brasil



No combate contra o mosquito aedes aegypt, já foram vistoriados 23 vírgula oito milhões de imóveis por militares das Forças Armadas, segundo o ministério da Saúde, o que representa 35 por cento do número estimado em todo o país. A mobilização, que já acontece desde o dia primeiro de janeiro, quando o governo Federal autorizou a entrada dos militares em imóveis públicos e privados abandonados, para eliminar qualquer chance de o mosquito transmissor do zika, dengue e chicungunya se espalhar. De acordo com o ministério da Saúde, o número inclui prédios públicos, comerciais e industriais, conforme balanço da Sala Nacional de Coordenação e Controle de Enfrentamento à Microcefalia. Recentemente, foi descoberto que o zika vírus está relacionado com a microcefalia, que é uma anomalia que pode ocorrer no cérebro de bebês que estão ainda na barriga da mãe. Até o momento, o maior percentual de imóveis percorridos foi na Paraíba e no Piauí, que registraram mais de 77 por cento. Em seguida, aparece Minas Gerais, com 67 por cento de cobertura. Até o momento, as Forças Armadas identificaram 844 mil imóveis com focos do mosquito, um total de três e meio por cento, do total de locais visitados. A meta do governo é reduzir esse índice para menos de um por cento. Hoje sábado (13), esta sendo realizada uma ação nacional de educação em saúde, com 220 mil militares, juntamente com profissionais dos estados e municípios, que vão às ruas para orientar a população. Além da mobilização nacional, os municípios estão autorizados a pedir reforços para as Forças Armadas para combater o mosquito, segundo o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira Júnior.

Reportagem, Sara Rodrigues

Postar um comentário

0 Comentários

KELVE SUPERMERCADOS - MANIA DE VENDER BARATO



CONSTRÓI MATERIAIS E SERVIÇOS PARA CONSTRUÇÃO












ARAPOTI WEATHER