Por ser um item de segurança para veículos de grande porte, cuidados com a escolha do produto podem fazer a diferença.


Obrigatórias em veículos de grande porte, as faixas refletivas desempenham um papel importante quando se fala em segurança nas estradas. Usada para delinear o contorno dos veículos longos e/ou pesados e o para-choque traseiro, elas refletem a luz tornando o caminhão mais visível, principalmente à noite, em dias de chuva e neblina. Muitos acidentes envolvendo veículos pesados poderiam ser evitados se o motorista cumprisse com os itens de segurança do caminhão. Mas será que a faixa que você está comprando garante a sua segurança?


Segundo resolução 128/316 do Contran, as faixas refletivas devem ser aprovadas pelo Denatran de acordo com o coeficiente de luminosidade e angulo de observação mínimo estabelecido na tabela do órgão. “Se as faixas não estiverem dentro dessas especificações elas não podem garantir a segurança em relação à visibilidade do motorista”, explica o membro do Comitê Brasileiro de Normas - CB16 na ABNT, Eduardo Matos.


De acordo com as especificações, as faixas devem apresentar 500 cd.lx/m² no ângulo 0.2/-4 e tem devem ser trocadas a cada sete anos, exceto se estiverem danificadas.


A primeira medida a ser tomada é em relação às falsificações grosseiras, perceptíveis a olho nu, como por exemplo quando a faixa fica furta-cor quando bate a luz solar não refletividade nula. Porém até mesmo as faixas homologadas podem apresentar características diferentes das especificadas. “ É muito difícil avaliar se as especificações estão corretas. A dica é sempre exigir a declaração na nota fiscal de que o produto atende aos requisitos do Contran”, orienta Matos.

A Faixa Refletiva é autoadesiva permanente e o material possui mais de 6500 microprismas, permitindo maior refletividade e boa angularidade. Elas podem chegar a atingir 700 cd.lx/m² no ângulo 0.2/-4. “As películas são homologadas e aprovadas pelo Denatran para comercialização em todo o território nacional. Outro diferencial é a faixa de para-choque em peça única facilitando a aplicação. O material não descola, não delamina e não descasca”, reforça Matos.

Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top